Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Governo do RS despende R$ 15 milhões em EPIs para retorno das aulas presenciais no dia 20 de outubro

por Daniel Lucas Rodrigues

Informação foi realizada pelo governador Eduardo Leite, em live pelas redes sociais nesta quarta-feira (14/10)

Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite confirmou a volta das aulas presenciais a partir do dia 20 de outubro no Rio Grande do Sul, começando pelo Ensino Médio e Técnico. O anúncio foi feito em uma live nas redes sociais nesta quarta-feira (14/10). O comunicado também aprova o retorno gradual dos Anos Finais do Ensino Fundamental no dia 28 de outubro e dos Anos Iniciais no dia 12 de novembro.

Em sua fala, o chefe do Executivo estadual afirma que foram investidos cerca de R$ 15 milhões em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), destinados aos estudantes e profissionais. O valor corresponde a compra de 9,8 mil termômetros infravermelhos, 320 mil máscaras infantis, 1,9 milhão máscaras infanto-juvenil, 1,3 milhão máscaras adultas, além de materiais de desinfecção e higienização. Ao todo, o governo alega que gastou R$ 270 milhões, agregando ainda as capacitações e contratações de professores e profissionais de apoio.

Foram repassadas orientações para a comunidade escolar a respeito da retomada das aulas. As escolas serão responsáveis por identificar os alunos que necessitam de retorno prioritário, baseadas nas dificuldades de acesso a equipamentos de tecnologia, à internet e problemas de aprendizagem. Além disso, a retomada deve ter o consentimento de pais ou responsáveis, por meio da assinatura de um Termo de Responsabilidade. O documento será disponibilizado pela instituição de ensino e o mesmo deve ser entregue para autorizar a volta presencial do estudante.

As equipes diretivas terão que organizar o Centro de Operações de Emergência em Saúde para Educação (COE) da sua escola, a fim de garantir a segurança sanitária. Elaborar o Plano de Contingência local, assegurar que a capacidade de alunos em cada sala de aula seja de 50% do total, além de organizar a grade de trabalho dos docentes, identificar os de grupo de risco e garantir a logística de entrada, alimentação e saída dos colaboradores.

Já os professores devem elaborar um Plano de Ação Pedagógica Complementar da instituição e avaliar as carências de aprendizagem do aluno que estuda de forma remota ou presencial. Aos que estão no grupo de risco é necessária a apresentação de um atestado médico para a direção escolar, com finalidade de se manter em teletrabalho.

A videoconferência também contou com a presença do secretário de Educação (Seduc), Faisal Karam, e da titular da Saúde (SES), Arita Bergmann.

Na Serra Gaúcha, as aulas retornam no dia 28 de outubro. O Ensino Médio e Técnico serão os primeiros a voltar presencialmente. O Ensino Fundamental (Anos Iniciais e Finais) retomam como consta no calendário escolar da Secretaria Estadual da Educação.

Clique AQUI e confira as principais declarações do governador Eduardo Leite durante a live nas redes sociais.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais