Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Incremento de mais R$ 7 milhões no Auxílio Emergencial Gaúcho inclui acesso do setor de eventos ao benefício

por Daniel Lucas Rodrigues

Repasse foi realizado pela Assembleia Legislativa ao Governo do Estado

Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Divulgação

Mais R$ 7 milhões foram incluídos no Auxílio Emergencial Gaúcho durante a semana. A verba é advinda de repasse da Assembleia Legislativa ao Governo do Estado e vai compor os R$ 107 milhões do benefício para trabalhadores e empresas dos setores mais afetados pela pandemia.

Durante a cerimônia, o governador Eduardo Leite (PSDB) agradeceu ao repasse feito pelo legislativo. Segundo ele, o auxílio vai diminuir os impactos das restrições nos principais ramos econômicos e beneficia diretamente a população gaúcha. Leite ainda falou sobre a importância do parlamento na sociedade. (Clique AQUI e ouça a declaração.).

Demandado especialmente pelos deputados, o Executivo desenvolveu o projeto do auxílio que, em um primeiro momento, contemplava trabalhadores e empresas dos setores de alimentação e alojamento, além de mulheres chefe de família. Com a disponibilização dos R$ 7 milhões, a própria Assembleia incluiu por emenda, na aprovação por unanimidade do Projeto de Lei 65/2021, o setor de eventos.

O PL foi sancionado há um mês pelo governador, tornando-se a Lei 15.604 e, na quarta-feira (12/5), passou a disponibilizar para as chefes de família em situação de vulnerabilidade social uma ferramenta de consulta on-line na qual é possível verificar se a pessoa está apta a receber Auxílio Emergencial Gaúcho.

Um dia após abrir o processo de consulta ao Auxílio Emergencial Gaúcho, o governo do Estado recebeu oficialmente, na tarde desta quinta-feira (13/5), da Assembleia Legislativa, o repasse de R$ 7 milhões que compõe os R$ 107 milhões que serão pagos na forma de subsídio a trabalhadores e empresas dos setores mais afetados pelas restrições impostas pela pandemia. A formalização do repasse ocorreu na Assembleia juntamente com a sanção de 15 projetos de lei de autoria dos deputados estaduais.

As mães que se enquadram nessa situação vão receber parcela única de R$ 800, via ordem de pagamento no Banrisul. A data para início dos pagamentos é 17 de maio. O total estimado é de R$ 6.528.800.

Segundo o presidente da Assembleia, deputado Gabriel Souza (MDB) o auxílio não resolve todos os problemas sociais, mas ajudará a mitigar os reflexos da Covid-19 na economia. Ele destaca o papel do Executivo e Legislativo na aprovação de um projeto que vai auxiliar muitas categorias na pandemia. (Clique AQUI e ouça a declaração.).

O acesso para os demais públicos beneficiados está sendo operacionalizado pelo governo do Estado. Informações sobre cadastro e formas de receber os pagamentos serão divulgadas ao longo deste mês de maio. A ideia é de que o pagamento seja feito em duas parcelas de R$ 1 mil cada para empresas do Simples e de R$ 400 cada parcela para microempreendedores individuais e desempregados.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais