Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Matheus Nachtergaele fala da emoção de estar no coração dos brasileiros através da arte

por Isadora Helena Martins

No ar com a série Todas as Mulheres do Mundo, ator descreve sua paixão pela Serra e o trabalho dos Belchiores Solidários em Caxias

Foto: Divulgação

Ser ator é entregar-se aos personagens e às emoções que eles causam no público. Matheus Nachtergaele que o diga. Integrante do elenco da série “Todas as Mulheres do Mundo”, que está no ar pela Globo Play,ele voltou a trabalhar com Jorge Furtado, um dos autores da série, com quem estreou na televisão no episódio “Anchietanos”, do extinto “Comédias da Vida Privada”.

“Sempre é um prazer gigante trabalhar com o Jorge Furtado. Foi ele e a Casa de Cinema, de Porto Alegre, que me estrearam na televisão. Era um grande elenco, foi uma loucura para eu estrear ali. Furtado é um homem de esquerda, um humanista pensador de um Brasil melhor”, disse Matheus, em entrevista exclusiva ao Programa Café & Cultura.

O ator também falou da alegria de pode se rever na tevê, no início do ano, com o personagem João Grilo da série “O Auto da Compadecida”:

“De alguma forma viramos um clássico. Fomos jogados para dentro do coração do Brasil. Até hoje é muito comum eu conversar com as pessoas e elas falarem do João Grilo. Ele e o Chicó são arquétipos do povo brasileiro. Agradeço todos os dias por ter feito este personagem”, contou.

Mantendo-se em quarentena em sua casa no Rio de Janeiro, Matheus acompanha a conjuntura nacional de forma apreensiva.

“Como brasileiro, estou muito chocado com o que fizemos com o Brasil. Cometemos um ato de violência contra nós mesmos. Eu não, mas, enfim, elegemos um homem doentio para a presidência da República. Rezo para que possamos sair desse impasse”, declarou.   

Ligado à Serra Gaúcha por afinidades profissionais e pessoais, ele elogia a iniciativa do projeto Belchiores Solidários, que começou em Caxias e tem se espalhado pelo Brasil ajudando pessoas em vulnerabilidade social durante.

“Tô acompanhando, colaborando. Mas, sobretudo, estou aprendendo com os Belchiores Solidários. Um movimento civil que começou em Caxias e está se espalhando pelo Brasil. É um voluntariado que tem ajudado as pessoas desprotegidas a enfrentar a pandemia. Faço questão de ajudar a divulgar. Tá muito bonito isso”, disse o ator.

Confira a entrevista completa AQUI.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais