Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
10:00:00
Gente Nossa
14:00:00
 
 

Festival Up seleciona e remunera produções feitas em casa por artistas de todo o Brasil, durante a pandemia

por Isadora Helena Martins

Mais de 300 vídeos nas áreas de música, dança, teatro, humor e literatura estão disponíveis e atingiram 300 mil visualizações

Foto: Divulgação

Artistas do Brasil todo têm uma janela para visualização e remuneração de suas produções caseiras durante a pandemia no Festival Up. Criada pelo Instituto Ekloos, a proposta seleciona vídeos das áreas de música, dança, teatro, humor e literatura. Até agora já foram selecionados 300 trabalhos, que já alcançaram 300 mil visualizações.

“Identificamos que os artistas pequenos, que dependem de espaços abertos para suas apresentações, estavam totalmente sem renda, pois está tudo fechado. Estes artistas que precisam de um espaço para se apresentar e o público está em casa querendo um conteúdo diferenciado”, destacou, Andrea Gomides, radicada no Rio de Janeiro, em entrevista ao Programa Café & Cultura.

De uma forma ágil e dinâmica, a seleção propõe que os artistas façam uma produção caseira, postem o material no Youtube e façam suas inscrições. Selecionado, cada artista recebe cachê de R$ 300. O projeto segue até 12 de julho.

“É muito importante valorizar todos os artistas brasileiros. A gente está acostumada a ver lives dos grandes artistas, mas tem uma leva fantástica de criadores espalhadas pelo país. Neste momento é muito importante dar amparo a esta classe que está parada e precisa seguir vivendo de arte”, complementa Andrea. 

Idealizadora do Instituto Ekloos, Andréa Gomides trocou o trabalho em grandes empresas de tecnologia de informação para se dedicar ao Terceiro Setor, com projetos de aceleração social e auxílio à ONGs de todo o Brasil.

“Venho do mercado corporativo, mas todos os sábados eu ia para comunidades compartilhar meu conhecimento com as pessoas. Percebi que tinha que gerar impacto social. Meu dia-a-dia na empresa não estava fazendo diferença para o tamanho da desigualdade social que temos no Brasil. Então abri mão de um cartão empresarial de sucesso para abrir o instituto para ajudar outras instituições sem fins lucrativos e com ações de impacto social”, contou Andrea.

A diversidade de gêneros e formatos é uma tônica do material já selecionado e que pode ser conferida pelo site www.festivalup.org onde também estão os detalhes para as inscrições dos interessados.

Confira a íntegra da entrevista AQUI.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais