Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os desafios enfrentados no Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

por Neto Ferreira

Muitos idosos sofrem diversos tipos de problemas em casa

Foto: Tua Rádio

A previsão do IBGE é que, em 2025, o número de brasileiros com mais de 60 anos seja em torno de 32 milhões. A mesma pesquisa indica que, até 2050, o país terá apenas 14% de crianças e quase 23% de idosos. Entre outras questões, a violência contra a pessoa idosa é um dos principais desafios relacionados à longevidade.

A realidade do planeta exige a adoção de medidas mais eficazes para contornar esses e outros desafios do envelhecimento. Nesse sentido, o dia 15 de junho é considerado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Justamente para estimular os cuidados necessários à preservação da vida e da saúde desse grupo

No atual cenário de crise resultante da pandemia de Covid-19, é necessário ter ainda mais cuidado com a proteção da saúde dos idosos, já que eles compõem um dos grupos de risco para a doença. Além do aspecto físico, a proteção dessas pessoas ajuda a evitar o desenvolvimento de doenças mentais, como os transtornos de ansiedade e a depressão em idosos.

Também é importante manter uma vigilância a fim de identificar e denunciar casos de maus tratos e, assim, procurar as instituições responsáveis. Como informa a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Vacaria, Rosi Bonella.

Já a assistente social do Asilo Santa Isabel, Cris Siota, informa que cada vez é maior a procura de famílias para deixar idosos na entidade. Ela afirma que é impressionante a forma como alguns simplesmente são descartados por familiares.

A criação do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI) em 2019 foi um passo importante para fortalecer diferentes ações de prevenção contra esse tipo de violência.

Com informações do Hospital Santa Mônica de São Paulo

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais