Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Réu é condenado a mais de 38 anos de prisão por feminicídio ocorrido em Nova Alvorada

por Ana Lúcia Jacomini

O condenado, detido desde o dia 16 de dezembro de 2020, não recebeu o direito de recorrer em liberdade

Segundo o promotor, Bruno Bonamente, que atuou em plenário, o homem não aceitava o fim do relacionamento
Foto: Divulgação/MPRS

O Tribunal do Júri de Marau condenou na quinta-feira, 11/04, um homem de 56 anos pelo feminicídio da ex-companheira, ocorrido no dia 9 de dezembro de 2020, na cidade de Nova Alvorada. O acusado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul recebeu uma pena de 38 anos, um mês e 10 dias de prisão com cumprimento inicial em regime fechado.

Segundo o promotor de Justiça Bruno Bonamente, que atuou em plenário, ele não aceitava o fim do relacionamento e matou Vanilce Fátima Gonçalves Ferreira com um tiro na cabeça. Apesar de haver uma medida protetiva na Justiça, determinando que ele não se aproximasse da ex-companheira, o homem invadiu a casa da vítima para cometer o feminicídio.

“A condenação do réu neste chocante feminicídio é uma resposta séria e verdadeira da sociedade da Comarca de Marau em repúdio a este tipo de crime”, ressaltou o promotor. O crime foi cometido mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, motivo fútil e a questão de gênero em si, sendo agravado por ter sido cometido durante a pandemia. O condenado, detido desde 2020, não recebeu o direito de recorrer em liberdade.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais