Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Professor de Marau lança projeto de arte surrealista com alunos de Passo Fundo

Baixar Áudio por João Pedro Varal Tartari

Rafael Vinicius Vieira coordena o canal Parada Surrealista na EMEF Santo Antônio

Foto: Rafael Vinicius Vieira

O músico e professor Rafael Vinicius Vieira tem um novo projeto voltado para o surrealismo – dessa vez, como parte de uma atividade em uma das escolas na qual trabalha: a EMEF Santo Antônio de Passo Fundo. É o perfil Parada Surrealista, canal cultural criado e administrado pelos alunos da escola. 

“A gente tenta buscar uma narrativa diferente sobre ver as coisas, sobre sonhos e sobre tudo mais”, explica Rafael. “A proposta desse projeto é unir artes e cultura digital e trabalhar com os alunos de forma interdisciplinar, com base no surrealismo e mesclando com a música dos anos 70 e 60.” 

A atividade é um projeto que une conhecimentos de duas disciplinas da EMEF: Artes e Cultura Digital. “Parte surrealista fica por Artes e design e tecnologia por Cultura Digital”, explicou o professor em mensagens enviadas à coluna. “Cultura é uma matéria nova que incluíram no município, daí, geralmente, galera trabalha meio que interdisciplinar.” 

Uma proposta criativa 

Os alunos têm se mostrado animados para construírem obras surrealistas. “Tem ideias bem bacanas”, conta Rafael’ “eu até fico, meio, assim, emocionado de falar, mas a gente está fazendo um negócio bem diferente, onde os alunos podem ver que eles são capazes de criar”. 

Os trabalhos estão abertos ao público pelo perfil @parada.surrealista. “Esse projeto vai ser apresentado pela rede social, pelo Instagram, onde a gente vai montar todos os designs de posts, [e] desenhos digitais sob os textos dos alunos. Então é um projeto que busca, bastante, uma diversidade entra a tecnologia e a criatividade.” 

Já é possível conferir algumas das artes. “Os primeiros trabalhos, a gente está falando sobre um desfile: como seria um desfile surreal? Quem vai estar tocando? Será que vai estar tocando música? Será que tem alguém desfilando? Quem está vendo?”  

O surgimento da teoria 

Não é a primeira vez que a gente fala sobre surrealismo aqui no Página Rosa. Ele parece ganhar intensidade no cenário cultural da região, mas tem origens na França. “O Surrealismo surge em 1920 e foi um movimento artístico e literário nascido em Paris”, explica Rafael. 

O estilo de arte surge como uma quebra. “Aparece a Primeira Guerra Mundial: a gente vê formas diferentes de sofrimento. Aparece a Fotografia: já a gente consegue gravar a própria realidade ali. O mundo mudou para caramba nesse período. Então, depois de tudo isso, como que a gente expressa algo, pensado nos tipos de artes que vem anterior desse tempo? Como você desenharia um bombardeio, por exemplo?” 

O mesmo vale para as emoções despertadas com as tragédias. “Como é que você vai representar uma tristeza com o Realismo? Às vezes, não é o suficiente. Como você explica uma felicidade com o Realismo? Às vezes, algumas coisas irreais a gente precisa utilizar para trazer esse tipo de sentimento. Então, vários movimentos acontecem nesse mesmo período.” 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Alvorada

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais