Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Papa Francisco encontra jesuítas e jovens marginalizados, no Chile

por Ivan Sgarabotto

O Santo Padre foi acompanhado pelo Provincial dos Jesuítas até a Capela onde estão conservados os restos mortais de São Alberto

Foto: AFP

A última atividade do Papa Francisco nesta terça-feira, 16,  foi a visita ao Santuário de S. Alberto Hurtado, onde encontrou os sacerdotes jesuítas e os jovens assistidos no Lar de Cristo. O Papa foi acompanhado pelo Provincial dos Jesuítas até a Capela onde estão conservados os restos mortais de São Alberto. Estavam presentes 90 sacerdotes da Companhia de Jesus.

Depois de rezar, o Papa encontrou junto ao altar os jovens que o receberam com cânticos, em um momento de intensa espiritualidade. Após este momento privado, o Papa saiu da capela e foi até a esplanada do Santuário, onde outro grupo de jovens entoava canções.

Um sacerdote dirigiu algumas palavras a Francisco, dizendo que o fato de ter dedicado este tempo para saudá-los era “um milagre do céu”. Seguiu o testemunho de uma jovem.

“O senhor abençoe este alimento que estamos compartilhando e que foi feito por vocês mesmos. Benditas as mãos que o fizeram e o partilham. Abençoe o coração de todos nós. E que este partilhar nos ensine a compartilhar o caminho, a vida o céu”, disse o Papa ao abençoar um pão que lhe foi oferecido.

Após foram apresentados vários jovens ao Papa, de diversas partes do Chile, cada um com suas dificuldades e lutas. Francisco os saudou um a um.

O Papa abençoou um quadro com uma imagem de Jesus de Misericórdia.

Ao concluir o encontro, o Santo Padre convidou todos a rezarem juntos o Pai Nosso, concedendo a todos a sua Bênção e despedindo-se com um “Muito Obrigado!”

O Santuário de São Alberto Hurtado é dedicado ao sacerdote jesuíta falecido em 1952, fundador da iniciativa “Lar de Cristo”, que acolhe pessoas marginalizadas.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários