Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Vereadores caxienses discutem a criação do Programa de Recuperação Fiscal para 2023

por Pablo Ribeiro

O novo REFIS abrange pessoas físicas e jurídicas para retomar aos cofres públicos R$ 953 milhões de dívida ativa

Foto: Bianca Prezzi/Câmara Caxias/Divulgação

O projeto de lei complementar 3/2023, assinado pelo Executivo caxiense propõe criar o Programa de Recuperação Fiscal (REFIS 2023). O projeto foi discutido na sessão ordinária da Câmara de Vereadores desta terça-feira (14/02). Por meio da reedição do REFIS, o município abrange pessoas físicas e jurídicas para retomar aos cofres públicos R$ 953.446.388,22 de dívida ativa. Do montante, R$ 625.323.908,31 correspondem a créditos ajuizados. Ou seja, a proposição também busca sanar ações judiciais envolvendo dívidas da cidadania com o Erário. São possibilitados parcelamentos em até 30 vezes e juros de 9% ao ano. O texto retornará à pauta, para segunda discussão e votação.

Na exposição de motivos, o autor adverte que o projeto não confere qualquer desconto nos valores de origem dos créditos municipais, nem oferece abatimento no valor da atualização monetária, garantindo tanto a preservação do capital municipal quanto a condição de que aqueles que aderirem ao REFIS/2023 não terão condição mais favorável que os contribuintes que efetuaram os seus pagamentos em dia.

O vereador Rafael Bueno (PDT) abriu a discussão em plenário. Nas palavras dele, os grandes caloteiros não irão quitar as suas pendências com o município. Por outro lado, o vereador Sandro Fantinel (PATRIOTA) contou que, no último REFIS, foi procurado por empresários que reclamaram das condições do refinanciamento. O vereador Maurício Scalco (NOVO) informou que, por meio de indicação, apresentou à Prefeitura a minuta de um projeto de lei, para instituir a chamada transação tributária, como alternativa ao REFIS. Em seguida, o vereador Ricardo Zanchin (NOVO) ponderou que, se existem especuladores do mercado financeiro, também há quem pretende investir no mercado produtivo. Na mesma linha de Fantinel, considerou que a Prefeitura deveria revisar as bases de cálculo do valor principal de cada dívida, de modo a facilitar a sua quitação.

No projeto, o Executivo explica que, além de condições mais atraentes para todos os contribuintes que pretendem quitar as suas pendências em até 30 parcelas, sugere-se condição especial de pagamento para aqueles que regularizarem pendências cuja soma de valores exceder 100.000 vezes o valor de referência municipal (VRM). Como cada VRM equivale a R$ 42,62, o REFIS 2023 alcançará, de forma diferenciada, pessoas físicas e jurídicas que se propuserem a regularizar pendências cuja soma exceda R$ 4.262.000,00.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais