Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Hospital Virvi Ramos realiza primeira transfusão de plasma convalescente em paciente com Covid-19

por Isadora Helena Martins

O procedimento, pioneiro no Estado, visa fornecer imunidade para paciente que se encontra em estado grave e promover melhora

Foto: Divulgação / Andréia Copini

O tratamento experimental que utiliza plasma sanguíneo que contém anticorpos contra a Covid-19 começou a ser aplicado no primeiro paciente, em Caxias do Sul. O Hospital Virvi Ramos realizou a transfusão de plasma convalescente, na noite dessa terça-feira (26), em um idoso de 63 anos, morador de Garibaldi. O paciente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há três semanas, sendo as duas últimas sob ventilação mecânica.

Segundo a médica intensivista da instituição e coordenadora do projeto, Eveline Gremelmaier, a expectativa é que com a técnica o paciente possa ter uma diminuição da carga viral e melhorar o quadro clínico. “O objetivo é tentar dar a esse paciente uma imunidade imediata, pelo o que a gente chama de imunidade passiva fazendo a transfusão do plasma convalescente que é o plasma de um paciente que já se curou da doença. Esperamos que nos próximos dias possamos ter a felicidade de tirar esse paciente da ventilação mecânica”.

Durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, Eveline destacou que o procedimento que utiliza plasma convalescente já foi utilizado em outras epidemias como ebola, H1N1 e possui validação da Anvisa. “Já é algo que tem a validação da Anvisa e ela só pede o protocolo. Nós criamos já esse documento e daqui pra frente pode se tornar um projeto de pesquisa, que já foi encaminhado para a Comissão Nacional e aguardamos a liberação pra estudo”, disse.        

O procedimento ocorreu quando o hospital localizou um doador compatível com o paciente. Trata-se de Fábio Klamt, de 44 anos, morador de Porto Alegre que fez a doação do plasma na última segunda-feira (25). Foram utilizadas no tratamento duas bolsas de plasma, uma de 199 ml, transfundida às 23h20 e a outra de 202 ml, às 00h12. O procedimento terminou às 01h50min, sem intercorrências. A equipe monitora o paciente e acompanha as respostas do tratamento. Essa é a primeira transfusão de plasma convalescente na tentativa de auxiliar a criar anticorpos em um paciente diagnosticado com Covid-19 do Estado.

Ouça a entrevista completa com a Dra. Eveline Gremelmaier AQUI.  

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais