Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

UCS não vê problemas nos atendimentos na primeira semana à frente da UPA Zona Norte

Baixar Áudio por Daniel Lucas Rodrigues

Afirmação é do reitor da universidade. Ele destaca o início do trabalho com 250 colaboradores, sendo 50 médicos de diversas especialidades

Foto: Mateus Argenta/Divulgação

A Fundação Universidade Caxias do Sul (FUCS) assumiu a gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte no dia 1º de julho deste ano. Nesta quarta-feira (08/07) faz uma semana que a instituição administra o espaço no lugar do Instituto de Gestão e Humanização (IGH). Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, o reitor da universidade, Evaldo Kuiava, afirma que não houve problemas no atendimento nesses primeiros sete dias da fundação à frente da unidade.

Ele afirma que UPA funciona com 100% do quadro funcional, totalizando 250 colaboradores. Há 50 médicos e 200 funcionários para os demais serviços. Até o momento, a área pediátrica, clínica e odontológica são algumas atividades ativas no local. No futuro, a expectativa é que estagiários do ramo médico da UCS possam auxiliar nos atendimentos. O reitor conta que a maioria dos funcionários da parte administrativa e de atendimento, que tinham contrato com o IGH, foi recontratada pela fundação.

Uma questão levantada por Kuiava é a adaptação da FUCS ao novo trabalho. Segundo ele, a equipe enfrenta dificuldades para passar as informações de atendimento e protocolos da antiga administração para o seu sistema, envolvendo um trabalho intenso do setor de Tecnologia da Informação (TI) nas ferramentas de cadastro, entre outras. Porém, o reitor destaca que esses ajustes não atrapalham o andamento da unidade.

Kuiava ainda respondeu sobre a ação do Ministério Público Federal (MPF) contra a parceria entre a FUCS e a Prefeitura caxiense, pedindo que fosse realizada uma licitação para a escolha da nova gestão da UPA Zona Norte. Conforme o reitor, o convênio entre as instituições garante um maior serviço de qualidade, enquanto se é visto que os processos de licitação possuem problemas. Por meio desse acordo, ele garante que há transparência nas informações à comunidade e cita que o valor de repasse do poder público diminuiu em comparação ao fornecido pelo IGH.

Clique na aba “Ouvir Notícia” e confira a entrevista completa do reitor da UCS, Evaldo Kuiava.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais