Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Peregrinação das relíquias de Santa Teresinha do Menino Jesus pela Diocese de Caxias do Sul reuniu mais de 5 mil pessoas

por Clayton Camargo

Despedida do relicário que contém os ossos de um fêmur e um dos pés da carmelita francesa aconteceu às 06h da terça-feira, 19 de março, no Santuário Diocesano de Santo Antônio, em Bento Gonçalves

Foto: Felipe Padilha

Em menos de 48 horas, as relíquias de Santa Teresinha do Menino Jesus reuniram mais de 5 mil pessoas na Diocese de Caxias do Sul. O início da peregrinação aconteceu na manhã do domingo, 17 de março, com a carreata e Missa na Catedral Diocesana de Caxias do Sul. Mais de 700 pessoas participaram da celebração e a Igreja-mãe da Diocese acolheu mais de 1,5 mil pessoas durante todo o tempo em que o relicário esteve no centro de Caxias do Sul.

No final da tarde do domingo, 17 de março, a urna que contém os ossos de um fêmur e um dos pés da carmelita francesa foi levada em carreata até o Carmelo do Menino Jesus, onde o bispo diocesano de Caxias do Sul presidiu a Missa. "Esta Igreja, a quem Santa Teresinha se referia como 'minha mãe', que recebeu a sua missão do Senhor Jesus através do apóstolo Pedro, teve a humildade de se colocar na escuta do Senhor e acolher o sopro do Espírito Santo, ao longo destes 2000 anos para atualizar a sua missão no mundo, de anunciar o Evangelho. Uma Igreja que é mãe, às vezes criticada e pouco amada por muito de seus filhos e filhas, mas se empenha para viver sua missão, com suas feridas e cicatrizes históricas, sem deixar de ser mãe e protagonista na defesa da vida dos pobres, dos excluídos; promotora da paz, do diálogo, da justiça e da verdade. O Papa Francisco retoma algo próprio de Santa Teresinha: a Igreja é minha mãe", salienta.

O relicário permaneceu no Carmelo até a manhã da segunda-feira, 18 de março, quando foram rezadas as Laudes e celebrada a Missa, além de um momento de espiritualidade a partir dos escritos de Santa Teresinha. Ao todo, mais de 500 pessoas passaram pela igreja do Carmelo. Pelas 10h30min, o carro que leva a urna iniciou o seu deslocamento para Bento Gonçalves. Na entrada da cidade, um caminhão do Corpo de Bombeiros, a Guarda Civil Municipal (GCM) e o Departamento Municipal de Trânsito (DMT), seguido pelos festeiros da 146ª Festa de Santo Antônio conduziram o relicário até o Santuário Santo Antônio.

A urna é acompanhada de perto pelos freis Carmelitas da província da região sul do Brasil. O provincial, frei Everton Machado, exprime a alegria de levar a devoção desta grande santa que amou muito a Jesus pelos três estados da Região Sul. "Esse momento da peregrinação das relíquias de Santa Teresinha ajuda também num despertar vocacional e acreditamos que vai suscitar no coração dos jovens o desejo de seguir Cristo mais de perto, na vida religiosa, na vida carmelitana", salienta.

Ao longo da segunda-feira foram celebradas três Missas, ao meio-dia, às 18h e 20h, sendo essa última a Missa da Juventude, contando com grande participação dos jovens das cidades que compõem a Região Pastoral de Bento Gonçalves. De acordo com a equipe de segurança e vigilância da Paróquia, mais de 3 mil pessoas passaram pelo Santuário Santo Antônio. A despedida das relíquias de Santa Teresinha aconteceu às 06h desta terça-feira, 19 de março. A partir de agora o relicário segue para o estado de Santa Catarina.

O pároco da Paróquia Santo Antônio de Bento Gonçalves, padre Volmir Comparin, se alegra com a visita. "Nós nos encontramos aqui escutando a Palavra de Deus. Santa Teresinha escutou e leu tantas vezes a Palavra de Deus e ela foi se apaixonando cada vez mais por Nosso Senhor. Como Ele é bom, como Ele faz bem. Eu quero anunciá-lo para todo o mundo e quero que todas as pessoas tenham a mesma alegria. Santa Teresinha é um sinal de esperança para o nosso tempo: queremos buscar e ver Jesus, o amigo, o amado dela".

O que são as relíquias de Santa Teresinha e por que estão visitando o Brasil
 

Em 2023, foram celebrados os 150 anos do nascimento de Santa Teresinha do Menino Jesus, uma religiosa carmelita francesa que morreu aos 24 anos. No ano de 2025, serão os 100 anos de sua canonização. Ela foi proclamada Doutora da Igreja e padroeira das Missões, sem nunca ter saído do Carmelo, mas por ter oferecido sua doença e seus sofrimentos em oração pela evangelização em todo o mundo.

Desde o ano passado, estão percorrendo o Brasil as relíquias de Santa Teresinha, visitando cidades e locais onde estão os frades carmelitas e as irmãs carmelitas. Em Caxias do Sul, o Carmelo do Menino Jesus existe há mais de 70 anos e, portanto, as relíquias permaneceram na região nos dias 17, 18 e 19 de março.
 
A passagem pela Diocese de Caxias foi realizada na Catedral Diocesana - Paróquia Santa Teresa D'Ávila, no Carmelo do Menino Jesus, em Caxias, e no Santuário Santo Antônio de Bento Gonçalves. Na urna de madeira, que pesa mais de 120kg, recoberta por um vidro, estão armazenados os ossos de um fêmur e um pé de Santa Teresinha.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais