Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Legislativo quer explicações do prefeito Daniel Guerra sobre viagens

por Isadora Helena Martins

Parlamentares também questionam o fato de o chefe do Executivo ainda não ter tirado férias

Foto: Divulgação / Imprensa Câmara

O assunto foi levantado pelo vereador Rodrigo Beltrão (PT) nesta semana, após a divulgação da quinta viagem feita pelo prefeito Daniel Guerra e seu irmão, Chico Guerra, somente neste ano. Nesta última viagem os irmãos embarcaram para São Paulo na terça-feira (17) e retornaram neta sexta, dia 20 de setembro. O objetivo foi participar da Conferência "Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis". O valor total da viagem para os dois foi de R$ 5.418,40.

Conforme argumentou o Beltrão, o problema não são as viagens, mas a falta de transparência do Município sobre elas. Ele também alega que pretende convidar o prefeito para explicar na Câmara, quais foram os benefícios obtidos com as viagens. “Embora não tenha claramente uma ilegalidade nessas viagens, tem uma afronta à questão da transparência e também fica duvidosa a questão do interesse público”.    

O parlamentar ainda alegou que Caxias vive uma crise institucional devido ao rompimento do pacto democrático da atual administração com o Legislativo, com lideranças comunitárias e com a figura de um vice-prefeito. “Indiretamente ocorre, na prática, uma usurpação do cargo de vice através do Chico Guerra, aí fica tudo em família, burla o processo eleitoral e ainda sai viajando e debochando de todo mundo. Então, são viagens que precisam ser questionadas”.

Em aparte, o vereador Elói Frizzo (PSB) também apontou que o fato de o prefeito Daniel Guerra não ter tirado férias durante seu mandato e nem renunciado formalmente seu direito pode onerar os cofres públicos mais adiante. “Férias é um direito inquestionável, mas eu não tenho conhecimento de qualquer documento que o prefeito tenha encaminhado a essa Casa renunciando esse direito. E a pergunta que eu faço é que na realidade o que ele está fazendo é tirando férias, para impedir que o presidente [da Câmara] Cassina assuma a prefeitura. Ou ele [prefeito Daniel Guerra] tira férias ou ele apresenta um documento renunciando, porque ali na frente ele vai ter direito em dobro”.   

Em junho deste ano, Chico Guerra, irmão do prefeito, já esteve na Câmara atendendo à uma convocação para explicar as viagens do Executivo.  

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais