Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Região Norte de Caxias do Sul foi a que mais participou das eleições para Conselho Tutelar

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Mais de 8 mil caxienses votaram para a escolha dos novos conselheiros

Foto: Isadora Guerra/Divulgação

As eleições para a escolha dos 10 novos conselheiros tutelares foram realizadas, neste domingo (06/10), em Caxias do Sul. A cidade registrou a participação de 8.138 pessoas, que foram ate os colégios La Salle Carmo, Murialdo e São José, para escolher os candidatos que assumirão a partir de janeiro de 2020.

O pleito eleitoral contou com diversas etapas de seleção, até chegar à disputa de cinco vagas para o Conselho Tutelar Norte e o Sul. Os nomes escolhidos foram de Rosane Curto, Sharon Vieira, Cassiano Fontana, Maurício Abel, Daiane da Cruz, Marjorie Sasset, Michel Sonda, Evandra Pellin, Josué Orian da Silva e Karine Fortes da Gama. Os eleitos trabalharão na garantia dos direitos das crianças e adolescentes, no momento em que eles são ameaçados ou violados pelos pais, responsáveis, pela sociedade ou por sua própria conduta.

Conforme a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), Odete Araldi Bortolini, o número de participantes se manteve aproximado ao do ano passado, porém esperava que mais pessoas votassem por ter 27 candidatos, mais do que em 2018.

Bortolini destaca que a região norte de Caxias do Sul foi a que obteve maior participação, uma vez que o colégio Murialdo foi a zona que mais recebeu votantes, com a grande maioria vinda dessa localidade.

Em caso de denúncia, o conselheiro tutelar pode ser acionado pelo número do plantão (54) 9 8408.0066. A notificação também pode ser efetuada pelo número (54) 3216.5500, do Conselho Tutelar Sul, ou pelo (54) 3227.7150, do Conselho Tutelar Norte.

Saiba mais

O Conselho Tutelar é responsável por aplicar medidas de proteção às crianças ou adolescentes, que podem ser de orientação, aconselhamento, advertência, requisição de serviços públicos nas áreas de educação, saúde, assistência social, trabalho, previdência e segurança, encaminhando ao Ministério Público ou autoridade judiciária os casos de sua competência.

(Ouça a matéria na aba "Ouvir notícia" abaixo da manchete).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais