Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Levantamento da Famurs aponta que apenas 14% dos municípios gaúchos enviam materiais online para alunos da rede pública

Baixar Áudio por Pablo Ribeiro

Federação ouviu as secretarias municipais de educação das 497 cidades do Rio Grande do Sul, e obteve a resposta de 431 municípios

Foto: Famurs/Divulgação

Uma pesquisa inédita realizada pela área técnica de educação da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) revela quais as alternativas estão sendo adotadas pelos municípios após a suspensão das aulas em função da pandemia do coronavírus. O vice-presidente da Famurs e prefeito de Taquari (RS), Maneco Hassen falou sobre o levantamento em entrevista à Tua Rádio São Francisco.

Ouça AQUI a entrevista completa.

Desde o dia 23 de março, 100% das aulas na educação básica estão suspensas em todas as escolas públicas do Rio Grande do Sul. A Famurs ouviu as secretarias municipais de educação das 497 cidades do Rio Grande do Sul, e obteve a resposta de 431 municípios, para verificar como está a realidade de alunos, professores, pais e da comunidade onde a escola está inserida.

Questionados sobre o envio de atividades remotas, domiciliares e complementares, a pesquisa da Famurs identificou que 68,4% dos municípios optaram por esta alternativa desde o início da suspensão das aulas no final de março; 25,5% estão fazendo este encaminhamento a partir do mês de maio e 6% vão reorganizar o calendário escolar após o retorno às aulas.

O setor de educação da Famurs também questionou o meio pelo qual estas atividades foram enviadas aos alunos, e constatou que 14,9% dos municípios enviaram de forma online utilizando a tecnologia, já 37,3% entregaram nas escolas a partir de um cronograma que evitasse a aglomeração e 47,9% utilizaram formas diferentes de entregas como: transporte que passasse nas localidades, outros setores da prefeitura, colegas que morassem perto, bem como professores que residem nas localidades.

Quanto a validação destas atividades remotas, domiciliares e complementares encaminhadas, 18,5% dos municípios pretendem validar todos os dias suspensos, 31% pretendem validar alguns dias e horas-aulas, 42% pretendem recuperar parcialmente e 9% pretendem recuperar todos os dias letivos no retorno às atividades.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais