Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Governo do RS divulga novo sistema de controle da pandemia no Estado

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Sistema 3As de Monitoramento passa a valer neste domingo (16) e substituirá o Distanciamento Controlado

Foto: Divulgação / Governo do RS

O Governo do Rio Grande do Sul divulgou o novo sistema de controle do novo coronavírus no Estado.  O atual modelo de Distanciamento Controlado será substituído pelo Sistema 3As de Monitoramento. A partir dos dados epidemiológicos emitidos pelas Secretarias Municipais de Saúde, que são compilados e analisados pelo Grupo de Trabalho (GT) Saúde do Comitê de Dados do Estado, o governo estadual fará s tomadas de decisões em três fases: Aviso, Alerta e Ação.

Assim, os municípios, que permanecerão agrupados em 21 regiões covid, serão diariamente avisados sobre a situação da pandemia por meio de boletins publicados no site do sistema. O Comitê de Dados também poderá enviar alertas ao Gabinete de Crise estadual sobre o avanço do coronavírus. Caso esses alertas de aumento da propagação da doença e risco de colapso no sistema de saúde se confirmem, a respectiva região receberá um alerta e terá dois dias para apresentar ao Estado uma resposta sobre a situação regional e sobre o Plano de Ação para conter o avanço do vírus.

Se o Gabinete de Crise considerar adequada a resposta da região, o Plano de Ação é imediatamente aplicado, e a região segue sendo monitorada pelo Gabinete de Crise e GT Saúde. Se o Gabinete de Crise não considerar adequada a resposta, o Governo Estadual poderá estipular ações adicionais a serem seguidas na região.

Conforme o governador Eduardo Leite, a mudança da forma de controle da pandemia foi necessária, sobretudo, pelo desgaste que o modelo de Distanciamento Controlado sofreu diante de tantas alterações das regras. “Nós entendemos que era o caso de aperfeiçoarmos o modelo de Distanciamento, de intensificar a adesão das prefeituras e da população e de aplicar novos padrões de monitoramento em função até da vacinação. Os ajustes que foram sendo demandados em função da mudança da pandemia tornaram o modelo muito complexo e sob os ataques tantos que ele sofreu a gente entendeu que precisava mudar essa ferramenta”.

Leite também afirmou que o novo sistema foi simplificado sem indicadores pré-fixados, mas com informações que permitem acompanhar a evolução da pandemia.

O novo modelo de controle da pandemia de coronavírus no Estado pode ser acompanhado pela população em um novo site no http://sistema3as.rs.gov.br/inicial.

 

Protocolos obrigatórios e flexíveis

Quanto aos protocolos, o Governo do Estado dividiu em duas categorias: os Protocolos Gerais Obrigatórios e os Protocolos de Atividade.

Os Protocolos Gerais e Obrigatórios valem para todo o Estado e devem ser seguidos em todos os municípios e atividades. Essas regras são fixas sem possibilidade de mudança. O protocolo inclui: uso obrigatório da máscara; o distanciamento de 1 a 2 metros entre as pessoas; garantir a ventilação natural e a renovação do ar, com portas e janelas bem abertas; limpar bem as mãos e as superfícies com água e sabão, álcool 70%; manter trabalho e atendimento remotos sempre que possível; coibir qualquer aglomeração, entre outros.

Já os Protocolos de Atividades são flexíveis, ou seja, os municípios e regiões podem alterar algumas regras de acordo com a situação da pandemia na sua região. O Estado também criou protocolos padrões para cada grupo de atividades, assim, se a região covid não criar nenhum regramento específico, passa a valer o protocolo estadual. Pra cada atividade também existem algumas regras obrigatórias que seguem a linha dos protocolos gerais.

O governador Eduardo Leite afirmou que os protocolos de cada setor e atividade também foram simplificados. “Nós reduzimos de 143 atividades para 42 grupos de atividades. Estamos fazendo a organização por nível de risco, de acordo com a classificação de estudos de universidades. Então os municípios de uma determinada região poderão adotar os seus protocolos regionais na parte variável, desde que respeitem a parte obrigatória dos protocolos; que informem qual é o comitê técnico regional responsável para acompanhar a pandemia; que tenham a aprovação de, no mínimo, dois terços dos municípios da região a qual pertencem; apresentem e implementem um plano de fiscalização dos protocolos a serem adotados e que publiquem os protocolos no site do município”.        

O atual modelo de Distanciamento Controlado continua em vigor até a meia-noite deste sábado (15) e o novo Sistema 3As de Monitoramento passa a valer no domingo, 16 de maio.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais