Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Codeca não vai readmitir funcionários

por Jeferson Ageitos

Companhia alega dificuldades financeiras. Sindicato dos trabalhadores ameaça entrar na Justiça contra a demissão de 36 trabalhadores

Foto: Luiz Carlos Erbes/Divulgação

Os sindicatos que representam os funcionários da Codeca (Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul) afirmam que vão entrar com ação na Justiça para pedir a intervenção na gestão da Companhia e a manutenção do emprego dos funcionários desligados, recentemente. A decisão foi anunciada durante protesto, realizado na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul.

A Codeca demitiu 36 funcionários, essa semana, depois que o Samae rescindiu um contrato de cerca de R$ 3,2 milhões/ano. O acordo previa a cedência de empregados da Codeca para o Samae para realização de serviços de manutenção na rede de água. Outros quatro trabalhadores do setor foram realocados para executar tarefas em outras secretarias porque têm estabilidade devido à questões trabalhistas, como a participação na Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

A diretora-presidente da Codeca, Amarilda Bortolotto, afirma que a Companhia não vai readmitir os funcionários porque passa por dificuldades financeiras. “Não tenho como manter funcionários sem trabalho. Não temos postos para colocá-los”. Segundo Amarilda, a empresa fechou o ano de 2017 com um déficit de R$ 7,3 milhões. “São mais de 18 meses sem obras de expressivo valor financeiro. Houve redução na demanda. Desde outubro de 2016, o Município não tem investido em grandes obras”, aponta.

A Companhia depende basicamente de obras públicas da prefeitura de Caxias do Sul para se manter. Hoje, quatro contratadas pelo Município estão em andamento e não serão paralisadas, segundo a diretora-presidente da entidade. “A gente já tem uma estrutura fechada para isso”, afirma.

Ainda de acordo com Amarilda, o Samae não sinaliza a possibilidade de voltar a fechar negócios com a Companhia. “Não se avançou nesse sentido, mas tudo é possível. O mercado é assim. Hoje não está bom, mas dentro de dois ou três anos, a Codeca poderá ser competitiva. As empresas (concorrentes) poderão subir o custo”, destaca.

Confira a entrevista completa no podcast ao lado.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais