Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Falta de emprego atinge a maioria dos jovens de Caxias do Sul

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

A carência de qualificação é uma das maiores justificativas para essa realidade

Divulgação/Anaps
Foto: Divulgação

O Observatório do Trabalho da UCS divulgou, na última semana, o Boletim Juventude e Mercado de Trabalho 2019. Baseado em um estudo da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2017, foi constatada a queda da participação do jovem no mercado formal de emprego de Caxias do Sul. A pesquisa analisa as faixas etárias de pessoas de até 17 anos, de 18 a 24 anos e de 25 a 29 anos.

Em 2017, o órgão levantou que mais de 150 mil pessoas trabalhavam formalmente na cidade. Em comparação com o ano anterior, houve um fechamento de 2.039 postos de trabalho, que atingiu, em sua maioria, a juventude caxiense.  A faixa etária mais prejudicada foi a de pessoas de até 17 anos, representando uma queda de 28,7% na empregabilidade dessas pessoas. Conforme a Coordenadora do Observatório do Trabalho da UCS, Lodonha Coimbra Soares, a falta de experiência faz com que os jovens sejam atingidos por esses números, uma vez que a empresa opta pelo funcionário que tenha maior conhecimento na área.

O índice ainda apresenta que 2017 foi o menor ano de participação de jovens caxienses no mercado de trabalho desde 2013, mostrando que apenas 31% da juventude da cidade estava empregada. Porém, o número é maior em comparação ao Estado do Rio Grande do Sul (29,8%) e ao Brasil (29,1%). Para Lodonha, essa diferença é evidenciada pelo município possuir mais jovens em seu território e a cultura do trabalho estar presente na mentalidade da população caxiense.

Mesmo com os índices negativos em 2017, o carro-chefe da cidade, o setor da Indústria de transformação, acolhe a maioria das faixas etárias, que representa 36% da juventude do município. Logo atrás, vem o Comércio como representação do primeiro emprego de muitos jovens. Para Lodonha, embora o setor comercial apresente a oportunidade de um contato inicial com o mercado de trabalho, a cultura industrial da cidade faz com que esse âmbito seja procurado pelos jovens para uma firmação empregatícia.

O estudo conclui que o perfil do trabalhador jovem de Caxias do Sul, de modo geral, corresponde a uma faixa etária de 25 a 29 anos, com ensino médio completo, onde o setor industrial apresenta-se como alternativa para maiores salários, pagando cerca de R$ 2.736,93 por mês.

(Ouça a notícia abaixo do título da matéria).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais