Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Pesquisa da CDL Caxias aponta aumento 4,3% na pretensão de compras para a Páscoa

por Clayton Camargo

Apesar dos ovos de chocolate ainda serem a principal opção (41,4%), cresce a procura por produtos de menor valor, como bombons e barras de chocolate (38,1%). Expectativa é de que tíquete médio fique 8,2% acima do ano anterior

Foto: Alencar Turella

A data mais doce do ano se aproxima cercada de boas expectativas para os lojistas. A pesquisa de Páscoa, promovida anualmente pela CDL Caxias do Sul, demonstra aumento de 4,3% na pretensão de compras por parte dos moradores da cidade em relação ao ano passado. Com média de aquisição de três produtos por pessoa, o tíquete médio deverá ficar em R$ 212,61, alta de 8,2% na comparação ao ano anterior, motivado pelo aumento no preço do cacau.

Dentre o público que irá presentear com chocolate (89,9%), os ovos continuam sendo a principal opção de compra. No entanto, percebe-se que essa escolha vem perdendo espaço nos últimos anos. Em 2022 eles eram apontados por 56% dos consumidores, caindo em 2023 para 42,3%, e em 2024 foi registrado decréscimo para 41,4%. Versões mais em conta, como bombons e barras de chocolate são a alternativa para 38,1% dos interrogados. Já as cestas (8,1%) e opções mais sofisticadas (7,1%), como ovos de colher, chocolates gourmet e trufas estão entre a minoria das escolhas.

Em 2024, 50,9% dos entrevistados afirmaram que pretendem adquirir itens para a data e 5,3% ainda estão indecisos. Dos que irão às compras, 84,5% disseram que já sabem quais produtos irão adquirir, ou seja, um bom indício de que a Páscoa poderá ser melhor do que 2023. De acordo com a entidade, entre os fatores responsáveis para a indicação de melhora, estão a estabilidade da inflação e a manutenção do emprego formal.

Compras X pesquisas

Dos entrevistados pela CDL Caxias, 59,9% afirmaram que o valor será igual ao do ano passadoenquanto para 36,2% será maior. Para aqueles que informaram que pretendem gastar mais, 71,6% indicaram que os produtos desejados estão mais caros, 11,5% comprarão mais presentes e 7,4% querem algo melhor.

Daqueles que informaram que não comprarão nada, 30,2% não têm a quem presentear, 27% apontaram falta de dinheiro ou crédito, 23,6% pretendem priorizar outros gastos e 14,3% não comemoram a data. Também foi perguntado aos entrevistados, se algo fosse feito pelos lojistas, o que motivaria a talvez comprar. 72,7% realmente não pretendem comprar, mas 17,4% disseram que se promoções e descontos forem ofertados, poderão vir a comprar nessa páscoa.

A procura por preços mais em conta está fazendo com que 66,4% façam pesquisas. Entre os canais utilizados para a comparação, 46,7% dos caxienses ouvidos disseram que a pesquisa é feita direto na loja, seguidos por 16,8% que revelaram procurar nas redes sociais, enquanto 13,1% buscam em sites de comparação de preços e 10,9% nos sites das próprias lojas.

Apesar de a maioria (54,3%) dizer que não compra o que o presenteado sugere, foi registrado aumento das pessoas que pretendem atender o desejo do agraciado. Em 2023, esse público representava 19,8%, subindo para 27,1% em 2024.

Quando influenciado pelos desejos do presentado, 34% dos participantes da pesquisa da CDL Caxias disseram que comprarão mais quantidade, 29,4% optarão por presentes mais caros e 27,7% itens de personagens.

O estudo da entidade ainda identificou que a maioria dos presentes de Páscoa será direcionada para os filhos (31,8%). Na sequência aparecem o parceiro (19,3%), pais (10,5%), afilhado (9,7%) e neto (9,1%), sobrinho (7,5%) e para si mesmo (6,4%).

O comércio local foi apontado com o preferido por 98,2% pelos entrevistados. A preferência pelas lojas de rua do Centro registrou aumento em 2024, representando 41,1% dos locais, enquanto em 2023 foram 33%. Da mesma forma, as aquisições em lojas de bairros serão opção de 16,9% neste ano, contra 10,6% no ano passado. Os supermercados ainda são a segunda principal opção de compra para 21,6%. A tímida escolha pelo comércio virtual sofreu queda neste ano, sendo opção de 1,3%. Enquanto que em 2023 era de 2,8%.

Clima de Páscoa nas lojas

Com a proximidade da Páscoa, quase 49,7% dos consumidores avaliaram que a cidade já entrou no clima. Conforme apontado pela pesquisa da CDL Caxias, alguns fatores contribuem para que a data esteja presente na memória.

Dos participantes, 30,7% disseram que pessoas comentando sobre a Páscoa ajudam a lembrar, enquanto 25,7% indicaram as lojas decoradas como chamariz. Outros 16,4% mencionaram a passagem do Carnaval e 13% as promoções específicas. Para 77% a ambientação da loja colabora para entrar e conferir os produtos.

A ida às compras para a maioria (42,9%) será em uma semana antes da data. Já para 30,2%, a escolha do mimo acontecerá 15 dias antes. Apenas 15,3% disseram que compraram um mês antes ou já começaram e 11,6% afirmaram que comprarão na véspera ou no dia. Quanto à forma de pagamento, a preferência pela maioria (66,1%) será pelo pagamento à vista, seja em dinheiro (41,3%), PIX (24,8%) ou cartão de débito (19,9%), o que demonstra a disponibilidade pelos consumidores de logo quitar as mercadorias.

Sobre a pesquisa da CDL Caxias do Sul

A Pesquisa de Intenção de Compras de Páscoa da CDL Caxias foi realizada com 569 moradores de diferentes pontos da cidade, nos dias 5 e 6 de março de 2024. O levantamento tem índice de confiança de 95% e margem de erro de 5% para mais ou para menos. O estudo pode ser acessado na íntegra em blog.cdlcaxias.com.br.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais