Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

“Não há risco de desabastecimento”, diz presidente do Sindicato da Indústria de Carnes do RS

Baixar Áudio por Pablo Ribeiro

Ronei Lauxen, relatou que, em função da pandemia de coronavírus, há diminuição no volume de venda de carne com a queda no consumo, o que acaba reduzindo também a atividade nos frigoríficos

Foto: Fernando Dias/Seapdr/Divulgação

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, o presidente do Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados no Estado do Rio Grande do Sul (Sicadergs), Ronei Lauxen, relatou que há diminuição no volume de venda de carne com a queda no consumo, o que acaba reduzindo também a atividade nos frigoríficos. Ainda segundo o dirigente, não há risco de desabastecimento para a população. Essas questões foram apresentadas em reunião por videoconferência com o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Estado, Covatti Filho, na semana passada. Na ocasião, a produção, o abastecimento e o consumo de carne bovina em função da pandemia do coronavírus, foram discutidos pelos integrantes da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina.

Ouça AQUI a entrevista completa.

Outras demandas do setor foram a abertura de uma linha de crédito para os pecuaristas, a possibilidade de prorrogação do ICMS para indústria e o pedido de retirada da restrição feita para exportação de gado para China, cuja idade limite é 30 meses. 

O secretário Covatti Filho garantiu o encaminhamento das solicitações apresentadas e disse que a prorrogação dos prazos das inspeções de adequação e alterações das plantas frigoríficas deve ser solicitada para a Secretaria da Agricultura. A linha de crédito especial para os pecuaristas deve ser negociada com o Banrisul e também sugerida para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para que seja incluída no novo Plano Safra. Será solicitada à ministra Tereza Cristina a retirada da restrição de exportação para China para animais com mais de 30 meses.

O secretário deve ainda solicitar audiência com secretário da Fazenda do Estado, Marco Aurélio Cardoso, para discutir a prorrogação do ICMS. Uma reunião deve ser agendada dentro de duas semanas entre entidades de produtores e o Sicadergs, para discutir propostas de medidas para relações comerciais no mercado interno

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais