Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Coordenador do Ceasa Serra explica a alta de preços dos hortifrutigranjeiros nessa época do ano

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Tomate, brócolis e cebola são alguns dos produtos com preços mais elevados nas últimas semanas

Foto: Divulgação

As condições climáticas são umas das principais causas para a alta de preços de hortifrutigranjeiros como o tomate. A afirmação foi do Coordenador de Mercado da Ceasa Serra, Lucas Andreola, durante entrevista no programa Conectado da Tua Rádio São Francisco, nesta segunda-feira (08). “O tomate está com preço elevado devido a, nós aqui da região Sul, estarmos no período de entressafra e as outras regiões do Brasil não terem conseguido produzir o máximo possível. Então, produz um pouco menos e não tem como distribuir tanta mercadoria para o Sul e o preço fica mais elevado. Na semana, a cotação do tomate longa vida no Ceasa estava R$ 4,60 o quilo, mais ou menos R$ 90 a caixa. A maioria dos tomates comercializados no Ceasa estão vindo de outros estados como Espirito Santo, Minas Gerais, por isso a alta de preço”, explicou.  

Andreola afirmou que, além do tomate, o repolho e o brócolis também estão com preços elevados devido ao excesso de chuvas que houve no início do mês passado, prejudicando a qualidade dos produtos. “Nesse caso os produtos com boa qualidade no mercado, se eleva o preço”.

A parte dos produtores e vão na Ceasa vender e tem a parte dos atacadistas que podem trazer as mercadorias de outros estados. Isso pode influenciar os preços, se tiver pouca mercadoria o preço se eleva se houver bastante mercadoria o preço abaixa, é a lei da oferta e demanda.

O coordenador também destaca que, além dos comerciantes que costumam fazer compras no Ceasa para revender, o público em geral também pode fazer suas compras diretamente no local, obtendo uma vantagem nos preços. “A partir das 14h até às 18h o mercado é aberto ao público em geral, de segunda a sexta-feira. A única coisa que é um revés é que alguns produtores só vendem em grandes quantidades, em caixas, alface em dúzia. Mas mesmo assim, pelos preços vale a pena”, indica.

Ouça a entrevista completa no link acima da foto.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais