Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Celebração para o Dia Mundial das Missões

por João Carlos Romanini

Roteiro para 20 de outubro, 29º domingo do tempo comum

Igreja missionaria na Amazônia
Foto: Pontificia Obras Missionarias

ACOLHIDA

Animador: Irmãos e irmãs, alegres nos reunimos para elevar ao Senhor nosso louvor e ação de graças. Ele, misericordioso, sempre acolhe nosso clamor e nossa oração. A oração é silêncio profundo que escuta e acolhe a vontade de Deus. O Evangelho de hoje destaca a "necessidade de rezar sempre e nunca desistir. Rezar é a primeira forma de cooperação missionária". Celebramos hoje o Dia mundial das Missões e da obra Pontifícia da Infância Missionária. Rezemos para que mais pessoas se envolvam nesta missão. Assim motivados, acompanhemos a procissão de entrada de pé, cantando.

 

ATO PENITENCIAL

Animador: O nosso compromisso de cristão é rezar sempre, sem desistir. Afastando-nos da oração, cedemos às tentações e acabamos pecando. Somos filhos de um Pai amoroso, confiantes nesse amor, clamamos sua misericórdia e perdão cantando.

 

GLÓRIA

Animador: Em Deus, encontramos segurança. Louvemos e bendigamos a Deus pelos missionários, pela generosidade e pela força do testemunho, entoando nosso hino de louvor.

 

LITURGIA DA PALAVRA

Animador: Podem sentar. As leituras nos motivam a perseverar na escuta e na vivência da Palavra de Deus e a rezar sempre com fé e perseverança. Escutemos.

 

1ª Leitura: Ex 17,8-13

Salmo Sl 120 "Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu e fez a terra."

2ª Leitura: 2 Tm 3,14-4,2

EVANGELHO: Lc 18,1-8

 

REFLEXÃO

- Neste Dia Mundial das Missões, a Palavra de Deus nos convida sermos perseverantes na oração. A oração, a fé, a espiritualidade são o combustível para a nossa missão. Sem oração, sem fé, sem uma espiritualidade bem trabalhada, dificilmente venceremos as batalhas da vida. Pedir com insistência significa pedir com fé, mesmo que isso possa parecer impertinência a Deus. Somente quem tem fé não desanima diante da suposta demora de Deus em atender-nos. Mas não basta rezar, é preciso rezar com perseverança e agir, pois como toda ação sem oração é estéril, toda oração sem ação também não produz frutos.

- A primeira leitura nos apresenta o povo na travessia do deserto. Deserto é símbolo de tempos difíceis, nos quais precisamos acentuar nossa vida de oração para não esmorecermos diante da aridez ou dos obstáculos. Temos na curta passagem de nossa vida e de nossa missão, muitos desertos a serem atravessados e obstáculos a serem vencidos. Podemos dar nomes a essas dificuldades, conforme nossa realidade e a situação que estamos enfrentando. Porém, diante de qualquer situação é preciso ter uma fé perseverante e uma ação constante. É preciso haver uma profunda sintonia entre oração e ação. A leitura nos mostra que, enquanto Josué agia, lutava, enfrentava os inimigos, Moisés permanecia no monte, de mãos estendidas para o céu em oração. Essa sintonia entre oração e ação, fortaleceu o povo, levando a vencer os inimigos, as adversidades, os desafios.

- O Salmo afirma que sem Deus não somos nada. É dele que vem nossa força espiritual e corporal, é dele que vem o nosso socorro. Com seu poder que se expressa por seu amor e sua misericórdia, ele vem em nosso socorro. É dele que vem nosso auxílio e proteção. Ele não nos deixará tropeçar, por maior que sejam os obstáculos, pois ele está sempre atento, pronto a nos ajudar.

- A segunda leitura Paulo nos pede que permaneçamos firmes diante das dificuldades. Sem firmeza não vamos muito longe, mas isso requer perseverança na oração. Paulo reforça o conselho dizendo: “insiste oportuna e inoportunamente, argumenta, repreende, aconselha, com toda a paciência e doutrina”.

- O evangelho nos apresenta a viúva persistente na luta por justiça. As viúvas pertenciam a uma das categorias mais vulneráveis do tempo de Jesus. Elas estavam à mercê da sociedade e dos juízes, e se estes fossem injustos, elas perdiam tudo e morriam na miséria, mendigando o próprio pão. A viúva sabe que precisa persistir e insistir oportuna e inoportunamente para que seja atendida. O juiz não se incomoda com a situação da viúva, mas se sente incomodado pela insistência dela. Ela lhe tirava a sossego, sendo impertinente. Com esse exemplo de insistência e perseverança da viúva, temos um ensinamento profundo de Jesus para a nossa vida de oração. Às vezes desistimos facilmente, basta encontrar resistência ou portas fechadas. Quem não tem fé desiste logo na primeira barreira. A viúva tem fé. Seu pedido tem fundamento. Ela quer justiça; ela acredita na justiça e faz lutar pelos seus direitos. Nunca desistamos de pedir, de rezar, de exercitar nossa fé e confiança em Deus. Ele é amor. Misericórdia e bondade. Ele vai atender sempre as nossas preces, desde que elas sejam justas como eram justos e legítimos os pedidos da viúva.

 

PRECES DA COMUNIDADE

Animador: Como batizados e enviados para a missão no mundo, apresentemos ao Senhor nossos pedidos, dizendo: Senhor, enviai-nos em missão!

1.         Senhor, para que a igreja no mundo inteiro seja fiel na vivência da sua vocação batismal missionária, peçamos:

2.         Senhor, pelos nossos governantes, para que possam abrir seus corações à prática da justiça e do bem comum, peçamos:

3.         Senhor, pelos missionários e missionárias que nunca lhes falte a coragem e a esperança, peçamos:

4.         Senhor, abençoai as nossas famílias para que os lares sejam o primeiro lugar do anúncio do Evangelho, peçamos:

 

OFERTÓRIO

Animador. A oração nos une a Deus e aos irmãos. Apresentemos nossa vida e nossa oferta, como sinal de fé, de amor e doação. Hoje em todas as igrejas faz-se uma coleta especial para ajudar as missões. Cantemos.

 

COMUNHÃO

Animador: Ao acolher na comunhão o Cristo, nosso mestre e Salvador, peçamos a graça da perseverança na oração. Cantemos.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais