Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

Após dois anos de acidente parentes e amigos das vítimas fazem protesto para pedir agilidade da Justiça

por Fábia Schüler
Foto: Divulgação

Familiares e amigos de Maria Eduarda e Pedro Borges do Rosário realizaram na tarde desta quarta-feira, 25/11, um protesto em frente ao prédio do Ministério Público, onde pediram agilidade nas questões que envolvem o processo do acidente ocorrido em 2018.

De acordo com a família das vítimas este é o terceiro manifesto. Eles foram recebidos pela promotora Bianca Acioly Araújo que explicou o andamento do processo e se comprometeu a acompanhá-los junto à justiça. Márcia Alceu do Rosário, mãe de Maria Eduarda contou que neste período de dois anos não foi realizada nenhuma audiência. 

Na época do acidente Maria Eduarda tinha 12 anos e Pedro Borges do Rosário, 71 anos. Na ocasião, o condutor da camionete F-250, Silvio César Spítzer perdeu o controle, trafegou no acostamento por cerca de 140 metros, quebrou uma placa de trânsito, que estilhaçou o para-brisa, retornou à pista e atingiu a camionete GM Duster, que vinha em sentido contrário, na BR 285, no trecho que liga Vacaria a Bom Jesus. Maria Eduarda morreu no local. Já o avô dela chegou a ser levado ao Hospital Nossa Senhora da Oliveira, mas não resistiu e acabou falecendo dois dias depois.

 

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais