Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Representantes dos servidores estaduais avaliam proposta do governo de mudanças nos planos de carreira

por Aldoir Santos

Cpers, ABAMF e ASSTBM discordam das medidas que estão sendo propostas pelo governo

Representantes das entidades estiveram no Temática desta segunda-feira
Foto: RD Fátima

Diversas categorias de servidores públicos estaduais intensificam as mobilizações contra o pacote do governo de mudanças nos planos de carreira. Nesta terça-feira está prevista uma assembleia geral dos professores em Porto Alegre. Em Vacaria o 30º núcleo mantém um acampamento na praça Daltro Filho. Os policiais estão organizando uma mobilização em frente ao Palácio no dia 05 de dezembro. Os fiscais agropecuários anunciam greve geral a partir desta terça-feira. O governo diz que foram 10 meses de estudos da situação fiscal do Rio Grande do Sul para fechar os projetos. Antes das mudanças, o conjunto de medidas previa uma economia de R$ 26,4 bilhões (em valores revistos pela equipe econômica) para os próximos 10 anos. Com as alterações no texto, o impacto previsto foi reduzido para R$ 25,4 bilhões na próxima década.

A base de Leite promete dar ritmo para que a expectativa do governo, de aprovar o projeto antes do fim de 2019, se confirme. Já a oposição diz que o assunto é complicado, já que impacta diretamente o funcionalismo gaúcho.

A diretora do 30º núcleo do Cepers professora Joara Dutra Vieira disse no Temática que essa proposta do governo acaba com a carreira do magistério. Ela cita como um dos casos que está comprovado o achamento salarial com as mudanças nos coeficientes dos níveis de carreira da categoria. Acrescenta que não existe incentivo para qualificação profissional.

O presidente da Associação de Subtenentes e Sargentos da Brigada Militar, ASSTBM, Plinio Bernardi relata que as medidas atingem especialmente neste primeiro momento os inativos mas em breve os que estão na ativa terão os salários congelados.

O presidente da Associação Beneficente Mendes Filho de Cabos e Soldados da Brigada, ABAMF, Micael Pereira Alves destaca que são pelo menos 12 pontos que sofrerão alterações no plano de carreira dos policiais.

De acordo com as lideranças das entidades ligadas aos servidores em Vacaria já foi aprovado uma moção de repúdio a proposta na Câmara de Vereadores. Os fiscais agropecuários deverão manter apenas o atendimento de 30% das atividades essenciais e possíveis liminares a partir desta terça-feira.  Ouças as entrevistas no PODCAST 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais