Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Procurador do Município afirma que servidores afastados não receberão vale alimentação e insalubridade

por Leticia Giroto da Cunha
Foto: RD FÁTIMA

A crise provocada pelo Coronavírus no país pode ampliar o número de pessoas com queda na renda salarial. A Prefeitura de Vacaria tomou providências devido a informações recebidas do Tribunal de Contas. Segundo o procurador geral da Prefeitura, Carlos Máximo Golin Paim Filho, a partir deste mês os servidores do município que estão afastados devido ao coronavírus, não receberão o vale alimentação. Esta medida é para o servidores afastados com mais 60 anos, as funcionárias grávidas e os professores cedidos.

O advogado Carlos Máximo Golin Paim Filho, explica que o servidor só não receberá neste momento de pandemia, quando a crise de saúde passar e os servidores retornarem as suas atividades, as remunerações voltam. Os profissionais da educação infantil também não receberão a insalubridade. O procurador do Município explica que a gratificação da insalubridade não deverá ser paga pois os servidores não estão exercendo as funções insalubres. O procurador ainda afirma que o deslocamento devido ao difícil acesso também não deverá ser pago aos funcionários que não estejam exercendo esta atividade.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais