Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Conselho irá atuar com novo foco este ano no combate a violência doméstica

por Aldoir Santos

Condim pretende atuar na conscientização dos homens sobre o tema

Capitão Moraes e Maria Gil estiveram no Temática
Foto: RD Fátima

No ano passado foram registrados quatro feminicídios em Vacaria. Em todos os casos as vítimas não haviam feito registros na polícia que estariam sofrendo agressões ou ameaças. A Patrulha Maria da Penha criada pela Brigada Militar aumentou em 50% em 2018 as visitas feitas às mulheres que tem medidas protetivas deferidas pelo Poder Judiciário. A tendência para esse ano é que esse percentual apresente um crescimento maior com a consolidação do serviço com a destinação de uma patrulheira fixa informou o coordenador capitão Douglas Moraes.

Vacaria é uma das poucas cidades gaúchas que possue uma casa abrigo para as vítimas e ainda projetos como o Acolher. Mesmo como todas essas ações ainda é alto o número de ocorrências de violência doméstica no município. A presidente do Conselho de Dos Direitos da Mulher Maria Gil enfatiza que a agora a ideia é atuar com iniciativas de conscientização junto aos homens.

O capitão Douglas Moraes observa que a Patrulha Maria da Penha ao visitar as mulheres que tem medidas protetivas mas que não estejam sendo cumpridas gera uma comunicação imediata ao Poder Judiciário para que sejam adotadas outras providências. Há um aparelho celular para agilizar essa comunicação. As vítimas de violência doméstica podem fazer denúncias aos órgãos de segurança ou ao disque 100. Em 2018 foram realizadas 238 visitas da patrulha Maria da Penha.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais