Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Presidente do Sindicato dos Transportadores de Vacaria afirma que redução do ICMS não deve refletir significativamente nos preços para o consumidor

Baixar Áudio por João Pedro Minella
Foto: Divulgação

Foi aprovado pela Câmara de Deputados nesta terça-feira, 14/06, o projeto de lei que limita o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o preço dos combustíveis, além da energia elétrica, transporte coletivo e comunicações. Esses serviços passariam a ser enquadrados como "essenciais" na legislação tributária, sendo que o teto previsto é de 17%.

Para falar sobre o tema, o presidente do Sindicato dos Transportadores de Vacaria, Paulo Ossani, foi o convidado do Programa Temática desta sexta-feira, 17/06. Na oportunidade, ele comentou que a medida não deve ter grande reflexo para o consumidor final. Segundo ele, deve ser possível perceber uma pequena redução nos valores, sobretudo dos combustíveis, porém este fato não previne futuros aumentos.

Em relação à falta de combustíveis, Ossani ressalta que esta ainda não é uma preocupação. Segundo o presidente, seria necessária uma reforma de nível nacional para que o cenário chegue mais perto de uma resolução.

Também na oportunidade, Paulo avaliou a situação atual do setor como “antagônica”, ao passo que há muitos desempregados na área ao mesmo tempo que existe uma falta de mão de obra especializada para atuação. Segundo ele, a tecnologia implementada no setor de transporte exige uma qualificação cada vez maior por parte dos trabalhadores.

Paulo Ossani também atua como diretor da empresa Cavalinho em Vacaria que, em setembro deste ano, comemora 40 anos de atividade.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais