Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Inverno: Alerta para as doenças respiratórias

por Rudimar Galvan

Especialista orienta a comunidade

O inverno é a época do ano marcada pelas baixas temperaturas, a alta umidade do ar e os problemas respiratórios. Crianças, adultos e idosos sofrem com essas características do clima e devem redobrar o cuidado nesse período. Nas últimas semanas, a Emergência do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, registrou um aumento de 15% nos atendimentos, sendo que a maioria deles são em função dos problemas respiratórios. Entre os problemas mais frequentes o Pneumologista e Intensivista que atua no corpo clínico do HSVP, Vinícius Buaes Dal Maso ressalta que a gripe, o resfriado, a pneumonia, as rinites, a asma e a doença pulmonar obstrutiva crônica são mais comuns no inverno.

Segundo o especialista, gripe e resfriado muitas vezes são confundidos. Ele explica que a gripe é causada pelo vírus da influenza e os sintomas incluem febre alta, dores no corpo e tosse, podendo progredir para pneumonia. “Já o resfriado comum também é causado por uma série de vírus, principalmente o rinovírus. Trata-se de uma doença mais leve em relação à gripe e os sintomas geralmente iniciam após dois a três dias depois do contato com o vírus e incluem coriza, espirros, congestão nasal, tosse seca, febre baixa e dor ao engolir”. O pneumologista informa que a presença de secreções nasais e espirros é comum tanto na gripe, como no resfriado.

Para evitar o incômodo com essas doenças do inverno, Dal Maso enfatiza que a prevenção é a grande aliada. “Para prevenção do resfriado e da gripe deve-se lavar as mãos várias vezes ao dia e principalmente, evitar aglomerações e locais fechados, pois favorecem a proliferação dos vírus causadores. Além disso, sugere-se realizar a vacina da gripe, principalmente nos grupos de maior risco, como idade maior que 60 anos, gestantes, portadores de doenças cardíacas e pulmonares crônicas, profissionais da saúde”, orienta.

Cuidado redobrado

Muitas pessoas já possuem problemas respiratórios crônicos e para eles o pneumologista destaca que a prevenção e os cuidados são indispensáveis. “Quem já possui um problema respiratório crônico deve manter acompanhamento médico regular, fazer uso das medicações prescritas, realizar as vacinas da gripe e antipneumocócica, conhecida como vacina da pneumonia, conforme indicação médica e seguir as demais recomendações. Dessa forma, procura-se realizar a prevenção do agravamento das mesmas no inverno, reduzindo internações e melhorando a qualidade de vida”, sinaliza Dal Maso.

Nos casos das doenças alérgicas, o especialista orienta evitar exposição à poeira, ao mofo, à fumaça e aos cheiros fortes. “Algumas dicas válidas para estes pacientes são: evitar cortinas, carpetes e tapetes, realizar a limpeza com pano úmido, manter a casa arejada, lavar cobertores e casacos com frequência. A atividade física regular está indicada, desde que a doença se mantenha controlada. E ainda, atentar a limpeza regular do ar condicionado e contato com animas domésticos, principalmente, o gato”.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cacique

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais