Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Casos de Aids entre jovens aumenta no Brasil

por Rudimar Galvan

Especialista do HSVP de Passo Fundo faz alerta sobre transmissão da doença

Dr. Gilberto Barbosa, faz um alerta importante sobre a transmissão do vírus e o tratamento da doença.
Foto: Divulgação/Flávia Dias - Comunicação HSVP Passo Fundo

O Brasil tem hoje 1 milhão de pacientes com Aids em acompanhamento médico, segundo o Ministério da Saúde. Nos últimos anos, o país registrou uma queda no número de novos casos. Mas, por outro lado, um dado segue preocupando: o aumento no diagnóstico positivo entre jovens, principalmente na faixa etária dos 15 aos 19 anos. Dessa forma, o infectologista do corpo clínico do Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, Dr. Gilberto Barbosa, faz um alerta importante sobre a transmissão do vírus e o tratamento da doença. 

O Rio Grande do Sul é um dos estados com maior incidência de infecção pelo vírus, com maior concentração dos casos na região de Porto Alegre. "Nos preocupa o aumento entre os adolescentes. Nos últimos dez anos o número de casos novos, na faixa dos 15 aos 19 anos, aumentou em torno de três vezes. Hoje, a principal forma de transmissão é a relação sexual. A transmissão entre usuários de drogas e a de mãe para filho é muito pequena, cerca de 2% dos novos casos, quando comparada à infecção de relações desprotegidas", destacou Barbosa, que também é coordenador do Serviço de Controle de Infecção do HSVP.

O HIV é o vírus responsável por provocar a Aids, que é a Síndrome da Deficiência Imunológica Adquirida. Não existe cura, mas o diagnóstico precoce eleva as chances de uma boa evolução no tratamento e uma maior qualidade de vida. "Quanto mais cedo realizado o tratamento, maior é a chance do paciente ficar com o vírus indetectável. Isso costuma acontecer após três meses do começo das medicações. Por isso, o próprio Comitê Científico de HIV/Aids da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) emitiu um parecer técnico explicando que o paciente com o vírus indetectável não transmite mais o HIV".

A Campanha Dezembro Vermelho busca conscientizar a população sobre as formas de prevenção e diagnóstico da Aids e de outras Doenças Sexualmente Transmissíveis. "Reforçamos a importância da testagem, que ajuda de uma maneira significativa a identificar o vírus e proporciona um tratamento adequado e uma boa qualidade de vida para essas pessoas. Então, o grande recado é: não tenha medo de fazer o teste, cuide de você".

Os testes podem ser realizados de maneira gratuita, nas Unidades Básicas de Saúde. No caso do resultado positivo, é realizado um encaminhamento para atendimento de uma equipe especializada.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cacique

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais