Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Contagem mundial do papagaio-de-peito-roxo contou com a participação de professores e acadêmicos da UPF

por Rudimar Galvan

Quase 4 mil papagaios foram contabilizados

Equipe que participou da atividade.
Foto: Divulgação/UPF

A Universidade de Passo Fundo (UPF) participou da contagem mundial do ameaçado papagaio-de-peito-roxo para o ano de 2016. A ação mobilizou dezenas de pesquisadores e instituições do Brasil, Argentina e Paraguai, com o intuito de avaliar a situação e a tendência populacional dessa ave, que teve sua população reduzida drasticamente nos últimos anos. A UPF participou desse esforço coletivo internacional com a equipe de professores e acadêmicos ligados ao Projeto Charão, que ficou responsável pela coordenação e realização dos censos no Rio Grande do Sul e partes do estado de Santa Catarina e do Paraná. A contagem mundial de 2016 foi realizada no período de 29 de abril a 15 de maio.

A experiência de 25 anos do Projeto Charão, que a Universidade desenvolve em parceria com a Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA), realizando censos das populações do papagaio-charão e papagaio-de-peito-roxo, auxiliou na metodologia para uma contagem a nível nacional e mundial, contemplando a ampla área de distribuição geográfica da espécie.

A espécie era encontrada no Brasil desde a Bahia até o Rio Grande do Sul, habitando principalmente áreas de florestas com araucárias, e, na Argentina, na província de Misiones, onde essa formação florestal também ocorre, e em regiões do Paraguai. “Como as florestas com araucárias foram intensamente cortadas pela exploração no século passado, isso refletiu negativamente sobre as populações do papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea)”, afirma o professor do Instituto de Ciências Biológicas (ICB/UPF) que coordena o Programa Nacional para a Conservação do Papagaio-de-peito-roxo, Jaime Martinez.

Conforme o professor, como a espécie era comum em toda essa ampla região, ela não havia chamado a atenção de quem trabalha com a conservação da natureza até cerca de 20 anos atrás. “Quando realizamos as primeiras contagens regionais desse papagaio no sul do Brasil, ficamos preocupados e resolvemos avaliar sua situação populacional tanto a nível nacional quanto em todo o mundo, incorporando as populações da ave que ocorrem no território da Argentina e do Paraguai”, comenta Martinez.

Resultados
O papagaio-de-peito-roxo é considerado uma espécie ameaçada a nível mundial, estando na categoria “em perigo”, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN). De acordo com o professor Martinez, as contagens anuais dos últimos três anos mostram que a população mundial dessa espécie não ultrapassa o número de quatro mil aves, tendo, neste ano, o resultado sido de 3.920 papagaios.

Os resultados da contagem mundial de 2016 também mostram que 92,9% da população mundial de A. vinacea é encontrada no território brasileiro, e 61% da população registrada para o Brasil ocorre atualmente no estado de Santa Catarina, que mantém uma área de Florestas com Araucárias com cerca de 24% da cobertura original para esse ecossistema.

Pelo fato de Santa Catarina ter preservado suas florestas com araucárias, o estado também é responsável por abastecer as necessidades alimentares de um outro papagaio, o charão (Amazona pretrei), que migra para esse estado em busca de uma maior oferta de pinhões.

Segundo o professor, as ações do Programa Nacional para a Conservação do papagaio-de-peito-roxo, que tem o apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, estão bastante voltadas à conservação e à valoração dos ambientes de Florestas com Araucárias.

Representando a UPF nesse esforço coletivo internacional para a conservação dos papagaios-de-altitude, participaram da ação de contagem do papagaio-de-peito-roxo os professores da Universidade de Passo Fundo Jaime Martinez e Nêmora Pauletti Prestes, e o funcionário Élinton Rezende. Além deles, integraram a equipe os acadêmicos do curso de Ciências Biológicas da UPF, que integraram a equipe foram: Giana Webber Azeredo, Andriele Rizzi e Gabrielly Cenci.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cacique

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais