Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Funcionamento do comércio e restaurantes recebem as principais mudanças de restrições

Baixar Áudio por Everton Meneguzzi

Diante do aumento do número de casos de Covid-19 em todas as regiões do Rio Grande do Sul e devido à proximidade das festas de fim do ano, o governo do Estado anunciou medidas emergenciais para enfrentamento à pandemia.

De acordo com o governador Eduardo Leite, as novas restrições à circulação de pessoas e a suspensão do sistema de cogestão do Distanciamento Controlado devem durar duas semanas, mas, se for necessário, não está descartado a prorrogação do prazo ou alteração dos protocolos.

Em entrevista à Tua Rádio Cacique, na manhã desta quarta-feira, dia 02 de dezembro, o prefeito Gustavo Bonotto e a procuradora jurídica do município, Fernanda Lunelli esclareceram diversas dúvidas da população, em relação as mudanças nas restrições, a partir do novo decreto do Governo do Estado. Ouça.

Lagoa Vermelha está em bandeira vermelha pelos próximos 14 dias. Conforme Fernanda Lunelli, as principais mudanças seriam em relação ao funcionamento de restaurantes e o comércio.

Comércio varejista e atacadista não essencial
• 50% de trabalhadores (quando acima de três funcionários)
• Funcionamento permitido somente até 20h
• Comércio eletrônico, telentrega, drive-thru, pegue e leve
• Protocolos gerais, em especial: máscara, distanciamento, álcool gel e ventilação natural cruzada (janelas e portas abertas)

Restaurantes, lanchonetes, bares e lancherias (vedado autosserviço)
• 50% de lotação (quando acima de três funcionários)
• Funcionamento presencial permitido somente até 22h
• Funcionamento de telentrega, drive-thru, pegue e leve permitido somente até 23h
• Apenas clientes sentados em mesas, sem permanência em pé
• Grupos de no máximo seis pessoas por mesa, com distanciamento de dois metros entre mesas
• Proibido música ao vivo, permitido apenas música ambiente que não prejudique a comunicação entre clientes
• Protocolos gerais, em especial: máscara, distanciamento, álcool gel e ventilação natural cruzada (janelas e portas abertas)

Sobre a proibição da música ao vivo em bares e restaurantes, Gustavo Bonotto diz que não vê problema na realização da atividade, desde que seja somente como forma de tornar o ambiente mais agradável, sem que haja aglomeração de pessoas. Ouça a entrevista.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cacique

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais