Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

História

História da Rádio Alvorada

A Rádio Alvorada está entre o seleto grupo de emissoras que serve de referência para o setor de radiodifusão do Rio Grande do Sul. Integra a RedeSul de Rádio, composta pelas seguintes emissoras: Rádio São Francisco de Caxias do Sul, Rádio Aurora de Guaporé, Rádio Cacique de Lagoa Vermelha, Rádio Cristal de Soledade, Rádio Cultura de Campos Novos-SC, Rádio Fátima de Vacaria, Rádio Garibaldi de Garibaldi, Rádio Maristela de Torres, Rádio Rosário de Serafina Corrêa, Rádio Sarandi de Sarandi, e Rádio Veranense de Veranópolis.

Surgiu em 1958, após uma conversa informal no Convento São Boaventura. Esta Casa ainda está em atividade e forma jovens para a vida religiosa. Consta na história que a criação da Rádio Alvorada foi idéia um frade que na época havia implantado a Rádio Veranense, em Veranópolis, que expôs aos demais confrades os passos necessários, e como poderia ser feito o uso do rádio pelos Capuchinhos na região do Planalto. Nesse mesmo ano, o Brasil conquistou o primeiro título mundial no futebol, durante a copa do mundo disputada na Suécia.

Enquanto Marau se preparava para receber a Rádio Alvorada, o mundo começava a se encantar com um garoto de apenas 17 anos chamado de Pelé, conhecido nos dias de hoje como Rei do Futebol. O primeiro passo do processo de criação da Rádio Alvorada foi dado em janeiro de 1958, quando o frei Cyrillo Matiello manteve contato com o Dentel e o Engenheiro Maurício Schermann, para o encaminhamento do projeto.

No dia 13 de maio de 1959, foi autorizada, através da portaria 147, a instalação da Rádio Alvorada de Marau com 100 watts de potência. Pouco tempo depois, em 09 de julho de 1959, foi adquirido um imóvel com 6,150 metros quadrados, onde seriam instalados a torre e transmissores da emissora. No dia 19 de outubro de 1959 foram feitas as primeiras experiências, veiculando sua primeira mensagem musical, denominada “O silêncio”. Desse modo, a data acaba sendo o marco histórico da chegada do rádio em Marau.

Enquanto o som da Rádio Alvorada começava a ecoar na região de Marau, outro menino se destacava no cenário nacional: em julho de 1959, o cantor Roberto Carlos foi contratado para gravar o seu primeiro disco pela gravadora Polydor, nos estúdios da Philips, no Rio de Janeiro.

Gaças ao pioneirismo da Rádio Alvorada, as canções de Roberto Carlos emocionaram, e talvez ainda emocionam, muitos de seus ouvintes. Efetivamente, as atividades da Rádio Alvorada se iniciaram no dia 1° de janeiro de 1960, período considerado de afirmação da democracia pelo voto.

Neste ano, Jânio Quadros e João Goulart foram eleitos para governar o Brasil. A vitoriosa campanha pregava a ética e a moralidade na política, subsídios que serviram para derrubar as velhas oligarquias brasileiras, sendo a de maior expressão, a política do café com leite. Em 1961, a Rádio Alvorada teve seu nome autorizado pela portaria n°.356B de 28 de novembro de 1961. Até então, a emissora era considerada, perante o Dentel, como filial da Rádio Veranense, de Veranópolis.

Nesse período, a Rádio Alvorada teve grande importância para registrar e informar os fatos que marcaram história gaúcha e brasileira. Através de suas ondas sonoras, o então governador do Rio Grande do Sul, Leonel de Moura Brizola, conclamou os gaúchos e comandou a campanha pela legalidade.

Gerenciada atualmente por Mauro Matesco e com superintendência do Frei Renor Pegoraro, a Rádio Alvorada, ao longo dos 51 anos de operação, teve em sua direção os seguintes freis: Cyrilo Matiello; Camilo Lazarotto; Volmar Malacarne; Nicásio Muraro; Alberto Disarz; Afonso Costela; Aldir Crócoli; Doraci Tartari; Alécio Turcatel; Camilo Bordignon; José Lagni; Edilio José Soliman; Gentil Simonetto

Desde sua fundação até os dias de hoje, foram dados muitos e significativos passos para consolidar a Rádio Alvorada como emissora a serviço da comunidade. Quem ouve a Rádio Alvorada de Marau identifica claramente suas características de um veículo de informação e integração regional. Isso é resultado do jeito Capuchinho de fazer rádio, baseado na qualificação de sua equipe de trabalho e na atualização técnica de suas estruturas.

A ética está presente no radiojornalismo dessa emissora, que tem a preocupação de debater e informar as melhores alternativas para todos setores que fazem o progresso de Marau e região. Há quem diga que a própria história de Marau, se confunde com a história da Rádio Alvorada. A visão de futuro aproximou a Rádio Alvorada da bandeira em defesa ao Meio Ambiente. Com ações e campanhas de conscientização, a Radio Alvorada alerta a sociedade sobre os problemas ambientais e orienta sobre como devemos preservar todas as formas de vida. A emissora também apoia e incentiva o esporte amador e profissional, o entretenimento através da música de qualidade, e marca em comunidades rurais e urbanas.

Credibilidade! Essa palavra simboliza tudo que representa a Rádio Alvorada!

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.