Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Novembro recebe a cor laranja em campanha de alerta ao zumbido

Baixar Áudio por Taliane Radaelli

O zumbido não é uma doença, mas sim, um sintoma, aponta otorrinolaringologista

Foto: Reprodução / Internet

Novembro também recebe a cor laranja como campanha de cuidado com a saúde. O alerta é sobre o zumbido no ouvido, um fator que acomete muitos brasileiros, mas que ainda é pouco compreendido. Sobre o assunto a Tua Rádio Alvorada conversou com o otorrinolaringologista, Erik  Xavier, que explica que o zumbido não é uma doença, mas sim, um sintoma. 

Segundo ele, vários fatores podem contribuir para a presença do zumbido e a maior parte, cerca de 70%, tem ligação com a perda de audição. Quando a perda de audição não é identificada são abertas várias possibilidades, identificadas através de exames hormonais e de sangue. É possível ainda que o zumbido esteja ligado ao estresse. No caso dos pacientes que relatam conseguir ouvir os batimentos cardíacos, Xavier explica, que não necessariamente estará ligado a uma doença, mas sim a uma variação da anatomia da orelha que permite que algumas pessoas escutem este som.

O tratamento para o zumbido será realizado junto ao tratamento da doença causadora, quando revertida a perda de audição, por exemplo, o zumbido diminuirá automaticamente. Há ainda a possibilidade de um tratamento através de terapias e medicações específicas para a diminuição do zumbido. Está condição é mais comum entre as pessoas da terceira idade e pode estar relacionada, também, a alguns fatores de risco como o tabagismo e o excesso de cafeína. Segundo Xavier, a condição tem se apresentado também no público mais jovem, principalmente, pelo uso excessivo dos fones de ouvido. 

A entrevista completa com Erik Xavier está disponível no áudio da matéria.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais