Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Aumento na ocupação de leitos UTI é uma das causas da ida da Serra Gaúcha à bandeira vermelha

por Daniel Lucas Rodrigues

Decisão preliminar do Governo do Estado saiu nesta sexta-feira (20/11). Região apresentou piora em outros indicadores

Foto: Divulgação

A Serra Gaúcha está preliminarmente na bandeira vermelha do modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado. A decisão saiu nesta sexta-feira (20/11) e a região se junta a outras 12 que foram observadas com alto risco de contaminação. Nos últimos sete dias, o bloco apresentou piora em diversos indicadores da Covid-19.

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), a Serra teve um aumento na ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O crescimento foi causado pelo registro de cinco novas internações, tanto para casos de coronavírus (de 74 para 79 pacientes), como para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que foi de 90 para 95 internados. Ainda houve um acréscimo de 23% nos registros de hospitalizações em leitos clínicos, indo de 111 para 137 pacientes.

A região ainda apresenta uma progressão no número de mortes de 20% nos últimos sete dias. Foi de 16 para 20 óbitos. Outro dado é a diminuição nos leitos livres de UTI, que foi de 74 para 65, uma queda de 12% em relação ao último levantamento. Por último, foi mostrado o índice de UTI livres de 1,00 baixou 0,82, diminuindo a capacidade de atendimento.

Além da Serra Gaúcha, Novo Hamburgo, Capão da Canoa, Canoas, Ijuí, Uruguaiana, Erechim, Palmeira das Missões, Porto Alegre, Passo Fundo, Guaíba, Santa Maria e Lajeado passaram para a bandeira vermelha.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais