Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Para evitar colapso no sistema de saúde, Prefeitura de Caxias anuncia medidas para conter avanço da Covid-19

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Intensificação da fiscalização do uso de máscara, reforço na testagem e campanha de conscientização sobre a vacinação e cuidados estão entre as ações anunciadas

Foto: Divulgação / Isadora Martins

Diante do aumento exponencial de casos de Covid-19 em Caxias do Sul, a prefeitura convocou uma coletiva de imprensa realizada na tarde desta terça-feira (11). Durante a reunião, o prefeito Adiló Didomenico e o Diretor Executivo da Secretaria Municipal da Saúde, Dino De Lorenzi, destacaram que a alta transmissibilidade da variante ômicron ameaça a continuidade dos atendimentos no sistema de saúde, uma vez que a alta taxa de contágio causa o afastamento de diversos servidores.

Até às 17h30 desta terça, a Secretaria Municipal da Saúde contabilizava 91 servidores afastados, sendo a maioria de linha de frente, o que inviabiliza a manutenção completa de todos os serviços. Por isso, de quarta a sexta-feira (12 a 14/01), as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) São Victor Cohab, Vila Oliva e Sagrada Família, além da Villa Lobos permanecerão fechadas por falta de equipe para manter os atendimentos.

Os usuários da UBS São Victor Cohab devem buscar atendimento nas Unidades Cruzeiro, Bela Vista e Planalto; da UBS Vila Oliva, deverão se dirigir à UBS Fazenda Souza; da UBS Sagrada Família às UBSs Madureira, Centro de Saúde e São Vicente; e da UBS Villa Lobos às UBSs  Galópolis, São Caetano e São Leopoldo. Na sexta-feira (14), a SMS reavaliará o quadro de servidores para reabrir as unidades com a maior brevidade possível.

Conforme De Lorenzi, a principal medida a ser tomada neste momento é o reforço dos cuidados de prevenção à Covid-19, aliado à vacinação. “Vamos continuar ofertando testes, vacinando e redimensionando os atendimentos na saúde. O bloqueio da transmissão perpassa pelo uso contínuo de máscara, inclusive em ambientes abertos, como nos parques; lavar as mãos, se vacinar. Se você está com a segunda e terceira doses em atraso faça, porque a ômicron precisa pra ser contida na sua gravidade que se faça a terceira dose”.   

Entre as medidas para conter o avanço da doença também está a testagem disponível para a população. Nesta quarta-feira (12), mais 31 mil unidades de testes devem chegar a Caxias do Sul para ampliar os diagnósticos. O Município também afirmou que vai intensificar a fiscalização dos estabelecimentos para garantir o uso da máscara tanto em locais abertos como fechados. A máscara é ainda obrigatória na cidade e o descumprimento do uso pode acarretar em multa de 2 a 4 mil reais. Também voltarão com mais intensidade as verificações de aglomerações nos postos de combustíveis e demais comércios.

Diante deste cenário, o prefeito Adiló afirmou que, por enquanto, não há possibilidade de decreto de novas restrições.  Ele também disse que a realização de eventos, como a Festa da Uva, está mantida. “Nós estamos buscando o auxílio do Sebrae que realizou a feira da Mercopar com protocolo que foi elogiado por todos. E falta mais de um mês, esperamos que tenhamos uma curva descendente até lá. Nossa preocupação são os próximos 15 dias, com risco de termos medidas mais drásticas por conta do colapso no sistema de saúde, mas isso a gente não quer. Nós queremos evitar qualquer fechamento da atividade econômica que vem sofrendo a tantos meses”.   

Uma nova reunião do Gabinete de Crise, para avaliar o quadro e outras medidas que devam ser adotadas, ocorrerá até o final desta semana.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais