Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

14 UBSs de Caxias do Sul estão com falta de médicos

por Isadora Helena Martins

No total, faltam pelo menos 21 profissionais na rede básica de saúde do município. Prefeitura diz que problema é histórico em Caxias e que trabalha para repor os profissionais

Foto: Divulgação / Prefeitura de Caxias

A falta de médicos é um dos principais problemas no sistema público de saúde de Caxias do Sul. Atualmente, o déficit é de pelo menos 21 profissionais entre médicos da Estratégia Saúde da Família (ESF) e especialistas como Clínico Geral, Pediatra e Ginecologista. Com isso, 14 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), das 49 que atuam no município, estão sem atendimento de algumas especialidades. Em algumas UBSs, ainda, tem falta de mais de um profissional.

Os dados foram divulgados pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB) durante a sessão ordinária desta quarta-feira (09). Conforme o parlamentar, os números foram emitidos pela própria Secretaria Municipal da Saúde a partir de um pedido de informações. Meneguzzi ainda salientou a gravidade da falta de profissionais que atendem pelo programa Estratégia Saúde da Família.  “A Secretaria Municipal da Saúde diz que há apenas 32% de cobertura da Estratégia Saúde da Família nas UBSs. A estratégia é a porta de entrada do SUS, se não tem esse atendimento nas UBSs as pessoas vão na UPA Zona Norte  ou vão para os hospitais, acabam pulando uma etapa. Então tudo aquilo que se preconiza de ‘tem que ir primeiro numa UBS’...  sim, as pessoas estão indo nas UBSs, mas não tem médicos”.

A justificativa da prefeitura para a falta de sete médicos na área é de que esses profissionais solicitaram o desligamento. Também consta na resposta que esses servidores estavam vinculados ao Programa Mais Médicos, do Governo Federal, e que o Ministério da Saúde não fez a substituição desses profissionais.

Meneguzzi também lembrou que na última semana, durante reunião da Comissão de Saúde com representantes dos hospitais Geral, Pompéia e Virvi Ramos, foram apresentados dados preocupantes sobre a saúde no município. Ele também voltou a criticar as viagens do prefeito frente à situação da saúde em Caxias: “Todas essas questões sobre contratação de médicos, sobre a melhoria no atendimento das UBSs e sobre a UPA Central, tudo foi dito pela representante oficial do governo de que não há recursos. Pra essa área da saúde não tem dinheiro, mas tem dinheiro para viagens do prefeito e do irmão dele junto. Tem R$ 60 mil que já foram gastos só em diárias nesse ano, fora passagens aéreas. Então, é total falta de saber o que é prioridade”.  Ouça AQUI.

Confira a lista das UBSs onde faltam profissionais:   

Campos da Serra: Médico Estratégia Saúde da Família  

Centenário: Médico Estratégia Saúde da Família  

Desvio Rizzo: Médico Estratégia Saúde da Família | Clínico Geral  

Esplanada: Médico Estratégia Saúde da Família  

Galópolis: Médico Estratégia Saúde da Família | Pediatra

Santa Fé: Médico Estratégia Saúde da Família  

Vila Lobos: Médico Estratégia Saúde da Família | Pediatra

Diamantino: Médico Clínico Geral | Pediatra

Pioneiro: Clínico Geral  

Planalto Rio Branco: Clínico Geral | Pediatra | Ginecologista

Rio Branco: Clínico Geral  

Prisional: Clínico Geral  

Parque Oásis: Pediatra | Ginecologista

Vila Ipê: Ginecologista

 

Prefeitura afirma esforço para reposição dos profissionais

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde afirmou que a falta de profissionais nas UBS’s é um problema histórico no município. Também disse que a atual administração trabalha para tentar suprir o déficit de médicos.

Veja a nota na íntegra:

Médicos:

- A necessidade recorrente de reposição do quadro médico da rede básica é um problema histórico. Desde o início, a atual administração trabalha para o fortalecimento das UBS’s. Em novembro passado, houve a transferência de cerca de 150 profissionais que atuavam no Postão para a rede básica, sendo cerca de 50 médicos.

- A nomeação e a contratação emergencial de médicos também é prática constante. Porém, como já exposto em diversas ocasiões pela SMS, há dificuldade na reposição destes profissionais por uma questão de mercado. Muitos não se interessam pelo serviço público, por suas características.

- Somente neste ano, já foram nomeados 71 médicos clínicos, 3 médicos ESF, 15 pediatras e 6 ginecologistas para as UBS’s. Porém, só 14 clínicos, 6 pediatras e 3 ginecologistas assumiram.

- Como o último concurso para médicos foi realizado em julho passado e ainda está vigente, no momento, a SMS não pode fazer contratos emergenciais. É preciso esgotar as alternativas deste processo seletivo.

- Em julho, levantamento da SMS apontava a falta de cerca de 30 médicos na rede básica. Atualmente, a carência é de cerca de 20 profissionais, o que demonstra o empenho da SMS na reposição do quadro de servidores das UBS’s

Estratégia Saúde da Família:

- No que se refere ao programa Estratégia Saúde da Família, em dezembro de 2016, Caxias do Sul contava com 41 equipes de ESF, credenciadas pelo Ministério da Saúde (MS). Hoje, o município tem 49 equipes de ESF. Ou seja, oito novas equipes foram criadas pela atual administração. Destas oito, seis já estão implantadas e recebendo financiamento do MS, duas estão implantadas, atendendo a população, mas em processo de credenciamento pelo MS.

- O cálculo de percentual de cobertura de ESF realizado pelo MS leva em conta a população estimada pelo IBGE anualmente, de 2016 para 2019 houve um aumento da taxa populacional em torno de 6,15%. Mesmo com esse aumento, o município conseguiu ampliar a cobertura de ESF em 3%.

- Em 2016, o município contava com dois Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs). A partir de 2017, começaram a ser implantados mais dois NASF’s. Hoje, os quatro estão atuantes e com carga horária de profissionais completa. Atuam nas regiões do Esplanada, Vila Ipê, Diamantino e Parque Oásis, abrangendo a população de 14 UBS’s localizadas nestes territórios.

O NASF é uma equipe formada por profissionais de diferentes áreas, como fonoaudiologia, terapia ocupacional, fisioterapia, psicologia etc. Tem como objetivo produzir o máximo de soluções às necessidades locais, evitando encaminhamentos e qualificando os que forem necessários, aumentando assim a capacidade de análise e de intervenção sobre os problemas e necessidades de saúde da população atendida nas UBS’s.

Mais Médicos:

- Em dezembro de 2016, faziam parte do Programa Mais Médicos 11 profissionais. Hoje, 19 médicos participam do programa. Caxias do Sul chegou a ter 25 vagas entre 2017 e 2019, mas os contratos foram vencendo e o governo federal, responsável pelo programa, não repôs esses profissionais. O Ministério da Saúde instituiu recentemente um novo programa, Médicos pelo Brasil. Caxias do Sul já notificou interesse em participar.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais