Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

Novembro Azul: Mais de mil caxienses procuram rede básica de saúde para tratar tumor na próstata

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Dados são referentes aos primeiros oito meses de 2019

Foto: Rodrigo Fischer/Divulgação

Novembro Azul é o mês dedicado para a prevenção do câncer de próstata. A campanha serve para diminuir os índices de homens com a doença e conscientizá-los sobre o tema. Em Caxias do Sul, dados mostram o motivo do debate. De janeiro a agosto deste ano, 1,2 mil homens procuraram a rede básica de saúde para tratar o tumor, conforme o Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria (Dacra), da Secretária Municipal da Saúde (SMS).

Maria Elenir Anselmo, enfermeira do Núcleo de Atenção à Saúde do Adulto e do Idoso, acredita que esses números são reflexos de um trabalho para diagnosticar precocemente a doença e das políticas públicas realizadas pela Prefeitura.

“Uma das variáveis é que talvez esteja ocorrendo um maior número de diagnósticos desse câncer com tempo de ser prestado um atendimento ambulatorial e não cirúrgico. E acreditamos que essas ações para incentivar a procura do homem ao serviço de saúde podem estar contribuindo para um aumento.”, analisa.

O Sistema Único de Saúde (SUS) registrou que 31 homens foram internados em hospitais por causa da doença nos oito meses de 2019. A Vigilância Epidemiológica estima que 22 pessoas foram a óbito decorrente do câncer. Para diminuir ainda mais a mortandade, Maria elenca alguns sintomas que o homem deve prestar a atenção, como o crescimento na vontade de urinar, problemas ligados à atividade sexual e dores em determinadas partes do corpo.

“Pode apresentar um aumento na vontade de urinar durante a noite, sangue na urina ou a presença de outra secreção. A alteração na atividade sexual ou alguma dor, principalmente no quadril, mas também nas costas e coxas, são indicativos. Além disso, sinais de fraqueza e alguma dormência nas pernas são outros indícios que podem vir a apresentar.”, ressalta.

A Prefeitura de Caxias do Sul disponibiliza alguns programas de prevenção. A enfermeira conta que existe o Programa Municipal de Vigilância, Verificação Precoce e Controle do Câncer de Próstata (VivePróstata). Ela explica que o projeto é direcionado a faixa etária de 50 a 70 anos que necessita do rastreamento. A ideia é ampliar o acesso do homem a um diagnóstico precoce. O programa pode ser procurado na Unidade Básica de Saúde (UBS) na qual o usuário está vinculado.

“Nós temos um programa municipal, o VivePróstata. O projeto prevê que todos os homens de 50 a 70 anos possam realizar um rastreamento desse câncer. Ele vai numa UBS, o médico solicitará um exame laboratorial ou fará o toque retal. Se o médico achar que necessita encaminhar para um especialista, ele efetuará o processo.”, detalha.

(Ouça as entrevistas no "Ouvir notícia" abaixo da manchete).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais