Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Quero acreditar que haja aproximação com as entidades”, diz presidente da CIC sobre o novo prefeito de Caxias

por Daniel Lucas Rodrigues

Ivanir Gasparin concedeu entrevista à Tua Rádio São Francisco nesta segunda-feira (30/11) e repercutiu os resultados das eleições 2020 na cidade

Foto: Divulgação/Facebook de ivanir Gasparin

O presidente da Câmara de Indústria, Serviços e Comércio (CIC) de Caxias do Sul repercutiu a eleição do novo prefeito Adiló Didomenico (PSDB) nesta segunda-feira (30/11), na Tua Rádio São Francisco. Ele afirma que haverá mudanças no modo de governar comparado ao último eleito em 2016, quando Daniel Guerra (Republicanos) ganhou o pleito.

Gasparin acredita que terá uma maior aproximação com as entidades empresariais. As instituições necessitam ser atendidas pelo poder público, pois elas desejam o bem da comunidade caxiense. “Quero acreditar que, conhecendo o Adiló há muitos anos, haja aproximação com todas as entidades (...). Elas têm que ser ouvidas pela administração, seria inteligente da parte do prefeito ver essas demandas.”, completou.

O principal pedido da CIC para o novo prefeito é facilitar a vida do empreendedor. Ele relata que muitos imóveis ilegais na cidade poderiam sofrer legalização da Prefeitura, a partir da reverificação da legislação municipal. “Em torno de 30% dos imóveis, terrenos ou casas estão ilegais, não é invasão, são algumas construções antigas que não se adaptaram as novas leis, então, precisamos verificar o que pode ser feito para validar isso. Há muitos que não conseguem um Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI) ou um alvará de funcionamento. Com a legalização se consegue abrir uma empresa.”, contou.

Caxias do Sul teve uma alta taxa de abstenção, chegando aos 25.37% no segundo turno. O presidente da entidade avalia que são tristes esses dados e que as pessoas que deixaram de votar não podem reclamar da gestão futura. “Eu sei que, nos últimos anos, a classe política foi muito desvalorizada, mas lembrar de que a solução sempre será política. E, graças a Deus, nessa eleição, as pessoas valorizaram a experiência e aqueles prefeitos que não negam a política (...). Claro que essa abstenção, tenho certeza, é por causa da pandemia. Não quero acreditar que todos sejam contra a política, porque, com o fim dela, a gente tem a volta da ditadura.”, explicou.

Sobre os desafios da pandemia da Covid-19, Gasparin reforça que Adiló Didomenico vai precisar unir saúde e economia. “O que a CIC quer realmente é preocupação com a saúde, mas também a saúde financeira das empresas (...). Dentro das empresas, não vimos surtos acontecer, o que tem ocorrido são surtos em outros locais. Já levamos essa demanda para o atual prefeito Flávio Cassina (PTB).”, destacou.

O novo prefeito de Caxias do Sul toma posse no dia 1º de janeiro de 2021.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais