Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Radar das Eleições: Solidariedade conversa com lideranças comunitárias e empresariais para o Legislativo

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Ainda no sexto episódio: Neri, O Carteiro, não é nome certo para o Executivo caxiense

Foto: Solidariedade/Divulgação

O Solidariedade é o sexto partido a falar das prospecções para 2020 no quadro “Radar das Eleições”. Desde o início do ano, a sigla efetua reuniões mensais com o objetivo de preparar os pré-candidatos ao Legislativo de Caxias do Sul. A legenda já possui quase o número máximo de postulantes ao cargo. Os encontros também servem para ouvir as opiniões dos cerca de 600 filiados sobre o pleito eleitoral.

As movimentações vão além das conversas internas, o partido quer estabelecer nomes fortes para a Câmara de Vereadores. A ideia é ter uma bancada com mais duas pessoas, pois Tatiane Frizzo é a única representante na casa. A estratégia é conversar com lideranças comunitárias e uma parte do empresariado da cidade que tenham nomes influentes. A afirmação é do presidente municipal do Solidariedade, Márcio Tadeu Amaral.

“Temos a estratégia de conversar com lideranças comunitárias e nomes influentes, que estão se filiando ao nosso partido. Procuramos ideias parecidas com a nossa e que pensem em ajudar quem precisa, por meio de leis e da política do bem. O desejo é continuar trazendo essas lideranças, além de empresários. Temos diversos representantes de classes.”, diz.

Prefeitura sem Neri, O Carteiro?

Os objetivos ainda alcançam a Prefeitura caxiense. A legenda pretende lançar um nome a chapa majoritária e realiza conversa com outros partidos por esse propósito. A sigla tem no deputado estadual, Neri, O Carteiro, o principal representante, o que poderia levar ele a ser um forte candidato ao Executivo. Tadeu admite que o político tem um nome consistente, porém sua candidatura não é a única especulada. Discussões para vice-prefeito também chegam no Solidariedade.

“A nossa projeção, não necessariamente com o nome do deputado Neri [O, Carteiro], é iniciar uma série de conversas com outros partidos para ter um candidato a prefeito ou pelo menos uma indicação de algum componente do partido a vice [-prefeito]. Já estamos em tratativas. A ideia é participar da eleição majoritária.”, revela.

Os diálogos alcançam quase todos os partidos, menos os ligados à esquerda caxiense por questões ideológicas.

“Estamos conversando com a maioria dos partidos. Por uma questão ideológica, não falamos ainda com as siglas de esquerda. A gente não tem problema de dialogar com ninguém.”, reforça.

Todo partido que intenta o Executivo possui um plano de governo. Até janeiro de 2020, o Solidariedade planeja a montagem do projeto, uma vez que estão em negociação com outras siglas e preferem a finalização dessa parte, programada para ocorrer até o final do ano. Mesmo sem essa fase efetuada, Tadeu reforça que o foco principal do partido será em saúde, segurança e educação.

“Nosso ideal partidário é fazer uma política do bem e com pessoas honestas que tentem ajudar as pessoas onde mais precisam. Hoje em dia, é até difícil falar, porque é tão batido o assunto, mas a saúde, a educação e a segurança são o que todos pedem e precisam. São questões básicas para nosso partido. Esse seria nosso foco principal.”, coloca.

(Ouça as entrevistas no "Ouvir notícia" abaixo da manchete).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários