Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Meio Ambiente do RS é destaque no Fórum Mundial da Água

por Ivan Sgarabotto

Secretaria do Ambiente coordenará um painel sobre mudanças climáticas e participará de mesa de debate sobre uso sustentável dos recursos hídricos

Foto: Paola Stumpf

A pasta da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento (Sema) do RS será destaque na 8ª edição do Fórum Mundial da Água ao coordenar um painel sobre mudanças climáticas e participará de mesa de debate sobre uso sustentável dos recursos hídricos. Pela primeira vez na América Latina, o fórum ocorre entre os dias 18 e 23 de março, em Brasília. Cerca de 30 mil pessoas do mundo inteiro são aguardadas no encontro.

Organizada pela Agência Nacional de Águas (ANA), a programação do evento foi elaborada com base em critérios de diversidade. Há um equilíbrio entre palestrantes homens e mulheres, que possuem diferentes faixas-etárias e são oriundos de países de todos os continentes. Os debates serão divididos em quatro eixos: temático, político, regional e sustentável.

Em entrevista para o repórter Ronaldo Bueno, no programa Conectado, da Tua Rádio São Francisco, o diretor do Departamento de Recursos Hídricos da Sema, Fernando Meirelles, falou sobre as atividades da pasta no evento. (Acompanhe, em áudio)

Compondo as atividades do eixo temático, o painel "Abordando os riscos hidro-climáticos de comunidades vulneráveis em um nível subnacional" será realizado no dia 20 de março, a partir das 11h, sob coordenação da Sema. O objetivo é debater políticas e estratégias para reduzir o risco de desastres provocados pelos efeitos das mudanças climáticas.

A mesa contará com a participação do diretor do Departamento de Recursos Hídricos da Sema, Fernando Meirelles. Ele irá apresentar as ações que o Rio Grande do Sul tem desenvolvido para amenizar os prejuízos de enchentes e estiagens.

Entre as principais medidas adotadas pela Sema, destaca-se a iniciativa RegionsAdapt. Desde 2016, o Estado coordena um grupo de trabalho de gestão de recursos hídricos, formado por mais de 20 estados ou províncias. Criado na COP 21 e assinado por mais de 60 governos regionais, o programa tem o objetivo de armazenar informações, permitir a troca de experiências e qualificar as ações de adaptação às mudanças de temperatura.

O outro painel que contará com a participação do Rio Grande do Sul acontecerá no eixo político. Com o tema "Gestão Integrada de Água Doce para Sustentar a Humanidade e o Meio ambiente: abordando os desafios socioeconômicos e científicos", a mesa contará com representantes gaúchos, da Província de Shiga (Japão), do Estado de Michigan (EUA) e do Distrito Federal, além de autoridades da Fundação Internacional do Comitê de Ambientes Lacustres.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais