Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

RS registra menor índice de mortes no trânsito desde 2007

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Dados do DetranRS apresentam que 806 óbitos ocorreram no primeiro semestre do ano

Foto: Divulgação

No primeiro semestre de 2019, o Rio Grande do Sul apresentou o menor índice de mortes no trânsito dos últimos 12 anos. De janeiro a junho deste ano, foram contabilizadas 806 mortes nas estradas gaúchas, registrando uma diminuição de 7% em relação ao mesmo período de 2018, quando 865 pessoas morreram em decorrência de acidente de trânsito. Os dados são do DetranRS, divulgados na última semana.

Porém, a diretora institucional do órgão, Diza Gonzaga, não comemora o resultado, alegando que a diminuição apenas aponta um caminho para ser trilhado a fim de evitar mais mortes. Além da diminuição das mortes, o balanço do Detran também mostra uma baixa nos acidentes fatais. Neste semestre, foram registradas 733 ocorrências desse tipo, 5% a menos em relação ao mesmo período do ano passado, quando o Rio Grande do Sul teve 772 acidentes. Para Diza, a queda foi decorrente de um trabalho com a realização da Balada Segura, de maior monitoramento da velocidade nas vias, além de uma mudança cultural da população gaúcha. “Nesses últimos 12 anos trabalhamos na Balada Segura e no monitoramento da velocidade nas estradas, uma vez que a velocidade está ligada diretamente na letalidade dos acidentes. E, claro, a conscientização, a educação e a mudança de cultura é o nosso foco.”, colocou.

Os dados ainda apresentam que 27% das vítimas eram condutoras do veículo, o que representa a maioria dos mortos no trânsito. Esse número é seguido pelos passageiros, que somam 16% dos óbitos. Diza acredita que fiscalização eficiente, educação no trânsito e investimentos para melhorias em rodovias auxiliariam para índices mais baixos. “Manter sempre o foco na fiscalização eficiente e na educação. Acredito que se conseguirmos melhorias nas rodovias, na nossa cidade, na sinalização, além de conscientizar as pessoas que circulam nas ruas ou avenidas de que são responsáveis por vidas, nós conseguiremos salvar muitos gaúchos e gaúchas”, comentou.

As informações completas de acidentalidade estão disponíveis na seção de Estatística no site detran.rs.gov.br.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais