Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Ministério Público arquiva inquérito civil sobre horas médicas irregulares praticadas na UPA Central, em Caxias

por Pablo Ribeiro

InSaúde segue realizando o ressarcimento aos cofres públicos, por meio do REFIS

Foto: InSaúde/Divulgação

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) arquivou o inquérito civil a respeito das horas médicas irregulares praticadas na UPA Central. A decisão significa que, conforme o entendimento do MP, as medidas tomadas pela Prefeitura de Caxias do Sul após tomar ciência da irregularidade foram adequadas.

Conforme o documento, assinado pelo promotor de Justiça Mauro Rocha Porchetto, "entende-se que a mantença da presente investigação não é necessária, eis que já há procedimentos administrativos em andamento para a solução da questão".

A decisão do MP não isenta o InSaúde de seguir o ressarcimento aos cofres públicos referente às horas médicas irregulares. Após a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) identificar a irregularidade, foram seguidos os ritos legais: levantamento das horas, abertura de possibilidade de defesa para o InSaúde (conforme prevê a legislação nacional) e, quando comprovadas as irregularidades, o Instituto foi inscrito em dívida ativa. O pagamento está sendo realizado por meio do Programa de Recuperação Fiscal - REFIS 2023, estabelecido na Lei Complementar Nº 720, aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores. O valor final da dívida, corrigida e acrescido de juros em função do parcelamento previsto no REFIS, é de R$ 2.046.688,75.

O assunto havia sido notificado ao MP, pela própria Prefeitura, ainda em 2023.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais