Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Trecho da Avenida Rubem Bento Alves, em Caxias, é bloqueado após erosão abrir buraco na ponte do Enxutão

por Daniel Lucas Rodrigues

Serviço de manutenção iniciou nesta sexta-feira (11/02)

Foto: Ederson de Oliveira/Divulgação

Problemas de erosão na cabeceira da ponte do Enxutão, onde cruza o arroio Tega, motivaram o bloqueio total de trecho da Avenida Rubem Bento Alves a partir desta sexta-feira (11/02). O tráfego impactado foi sentido EPI Floresta/Pavilhões da Festa da Uva.

A Secretaria de Obras e Serviços Públicos (SMOSP) executa trabalhos de manutenção urgente. Após ação de vistoria foi identificado que está ocorrendo uma erosão no subleito da cabeceira e consequentemente o asfalto está cedendo, trazendo possíveis riscos à estrutura e ao trânsito. Em inspeção mais minuciosa, realizada nesta manhã, foi constatado não haver danos na extensão da ponte, somente na cabeceira. Foi necessária uma ação de escavação, reparo do subleito e posterior reposição do asfalto.

A orientação aos motoristas é seguir rota alternativa para deslocamento na região, pela Rua Carlos Bianchini, passando pelo bairro Marechal Floriano, no hospital da Unimed, seguindo pela Luiz Covolan ou Matteo Gianela e acessando novamente a Perimetral.

O titular da SMOSP, Norberto Soletti destaca que as ações serão rápidas, mas não há com o precisar o tempo de demora na solução do problema. “Temos de tomar as ações necessárias agora para evitar maiores danos. Há um significativo abalo erosivo na cabeceira, não cabendo só uma manutenção superficial. É preciso ir a fundo para uma solução permanente.”.

Quanto ao trânsito, Soletti pede a compreensão da comunidade e adverte que o bloqueio se dará para que o maquinário possa se movimentar no perímetro da obra de forma rápida e ágil. “Com a compreensão da comunidade, informo que é necessário o bloqueio da Rubem Bento Alves. Utilizaremos maquinário pesado e muitos caminhões. O importante é a recuperação urgente da cabeceira assim evitando muito riscos. Por esse trecho trafegam muitos caminhões pesados, não podemos agir com negligência.”.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais