Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Encontro Certo
19:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Comitê Popular de Crise reivindica maior fiscalização do comércio, em Caxias do Sul

por Isadora Helena Martins

Movimento fez postagem criticando grande movimento em shopping no final de semana. Secretaria do Urbanismo afirma que estabelecimento estava em conformidade com as regras de distanciamento e que fiscalização ocorre em todos os setores.

Foto: Divulgação / Valeria Rodrigues Pinto

O Comitê Popular de Crise de Caxias do Sul - movimento que reúne o Conselho Municipal de Saúde, a União das Associações de Bairros e outras entidades – fez uma postagem nas redes sociais, neste domingo (02/05), com fotos que mostravam o estacionamento do Shopping Villagio Caxias com um grande volume de carros.

Na publicação, o Comitê também fez cobranças à Prefeitura Municipal para uma maior fiscalização do comércio. Conforme a integrante do movimento, Valéria Rodrigues Pinto, o Comitê seguirá pressionando o Poder Público para que haja mais controle na circulação de pessoas enquanto não houver vacinação em massa contra a Covid-19. “Deveria haver mais ênfase nessa fiscalização, porque as pessoas, até sem se darem conta, acabam saindo sem necessidade e a fiscalização deveria estar atuando, orientando para que esse tipo de coisa não acontecesse agora. A gente ainda não consegue vislumbrar uma vacinação em massa nos próximos meses, então, alguma restrição de mobilidade deveria ter, sim, para conter a disseminação do vírus. Então, nós como cidadãos, como Comitê e entidades temos que chegar aos governantes e exigir fiscalização e medidas mais eficazes pra proteger a saúde da população”, salientou.

Em resposta, o secretário municipal do Urbanismo, João Uez, garantiu que o estabelecimento citado pelo Comitê estava funcionando em conformidade com os decretos estadual e municipal no último final de semana: “Fomos contatados pelo presidente do Conselho Municipal da Saúde sobre tal situação e de imediato pedimos para uma equipe de fiscalização da Secretaria Municipal do Urbanismo se dirigir até o local. Foi verificada in loco a situação, e o estabelecimento estava com a capacidade de 28% do seu total, em torno de 3 mil pessoas no ambiente, portanto respeitando a norma estabelecida pelo decreto estadual. A mesma diz que é permitida uma pessoa a cada 8 m². É um local que tem um controle muito rígido de acesso às suas dependências e é um estabelecimento que tem um número de metragem bem elevado. Verificamos que estava atendendo àquilo que está preconizado na legislação vigente do decreto estadual do Distanciamento, da bandeira vermelha. Eles foram orientados a seguir todos os procedimentos de controle de entrada e higienização e que não extrapolassem o número de pessoas permitido”.   

O titular da pasta também disse à reportagem que a fiscalização no comércio e em outros setores deve ser reforçada nesta semana, que antecede o Dia das Mães. “A fiscalização vem trabalhando e fiscalizando, não só festas clandestinas, como também os estabelecimentos noturnos e o comércio em geral. Estamos na semana que se aproxima do Dia das Mães e que, automaticamente, o comércio acaba tendo mais movimento, então a fiscalização já está nas ruas fazendo toda a parte de orientação para garantir as regras estabelecidas pela lei do Distanciamento e da bandeira vermelha”, afirmou Uez.
 

- Ouça a entrevista completa com a integrante do Comitê Popular de Crise, Valéria Rodrigues Pinto, AQUI.

- Ouça a entrevista completa com o secretário municipal do Urbanismo, João Uez, AQUI.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais