Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

A vocação empreendedora industrial e a urbanização de Marau

por Guilherme de Abreu

Texto de Rodrigo Ferneda, mestrando em administração

A industrialização é decorrente de incentivos originados pelo plano de desenvolvimento lançados nas décadas de 1950-1960 como forma de estimular o crescimento do País, principalmente na região Sudeste. Diante desse incentivo, ocorreu a substituição da economia que antes era baseada na agricultura que por meio da depressão econômica gerou crise no setor, e foi por meio da indústria a solução encontrada para a criação de emprego e renda no País.

Concentrando a noção para um Estado, Região e até mesmo Município, o que caracteriza essa atividade produtiva, é baseada na vocação empreendedora do local, associada com condições de infraestrutura. Posteriormente, impulsiona o crescimento populacional, atraídos pela oferta de mão de obra, bem como, desenvolve outros setores como comércio, prestação de serviço e a construção civil. Por outro lado, cabe destacar que a indústria de transformação carece do setor agrícola, como ocorre em nosso município por exemplo.

Dentre essas características também se faz necessário destacar a importância da industrialização para o crescimento das cidades e a urbanização, por meio de emprego, renda das famílias, formação da poupança, arrecadação de tributos, e transformados em benefícios para a comunidade por meio de investimentos públicos que faz algumas Regiões e Municípios se destacarem no Estado, como também no País.

É o caso do nosso Município de Marau em ocupar a 7ª posição do Estado em cidade mais desenvolvida com base no índice FIRJAN - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). O destaque dos indicadores de saúde, educação e renda, é decorrente do processo de industrialização que iniciou na década de 20 e que aos poucos transformou Marau em diversas potencialidades econômicas tornando-o conhecido no cenário nacional e internacional.

No município em se tratando de vínculos formais, o setor industrial, até 31 de dezembro de 2014 foi responsável por 7.225 empregos, responsável por 45% da mão de obra total do município. Destes, 4.332 do sexo masculino e 2.893 do sexo feminino. As ocupações em destaque são trabalhador na produção de alimentos com 2.893 postos de trabalho e uma remuneração média de R$ 1.658,56 e alimentador de linha de produção com 755 empregos com remuneração média de R$ 1.348,50 (RAIS, MTE. 2015).

Nesse sentido, é importante destacar que esse setor provocou mudanças significativas na urbanização e na geografia econômica do município, e com a evolução dos processos de gestão, o setor industrial atua de forma constante na responsabilidade social no contexto local, preocupados com o bem estar das famílias e da sociedade, preservando, contudo, essa vocação que transformou Marau no que é atualmente.

Texto: Rodrigo Ferneda, mestrando em administração

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais