Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Setor de Serviços apresenta queda de 3,6% na economia caxiense

Baixar Áudio por Rodrigo Fischer

Números foram apresentados pela CIC e pela CDL, nesta quarta-feira (04/12)

Foto: EBC/Divulgação

Os números da economia de Caxias do Sul para outubro cresceram. O balanço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) mostram que o desempenho econômico aumentou 1,6% em relação ao mês passado e 3,3% referente a outubro de 2018. Os dados foram divulgados pelas entidades, nesta quarta-feira (04/12), na sede da CIC.

O desempenho mensal foi puxado pelo setor da Indústria, que mostrou um crescimento de 4,2%. Mesmo com esse índice, as informações mostram que no acumulado do ano e na comparação com o mesmo mês do ano passado os números são baixos, com 1,8% e 0,4%, respectivamente. O assessor de Economia e Estatística da CDL Caxias, Mosár Leandro Ness, atribui o pequeno rendimento nas crises políticas que ocorrem na Argentina e no Chile, pois os países são grandes parceiros econômicos do Brasil e, consequentemente, de Caxias do Sul. Ele visualiza que no mercado interno a cidade está com o desempenho acima, porém no âmbito externo terá que ser aberta novas parcerias.

O índice alto de outubro não refletiu no setor de Serviços. A atuação negativa foi de 3,6% para o ramo, ao contrário dos percentuais restantes, como no acumulado do ano e dos 12 meses, que apresentaram elevação. Ness atribui essa diferença no baixo faturamento no campo dos transportes e dos serviços bancários, além de colocar que os aumentos nos preços de serviços, como os de cabeleireiro e pet shop, impactaram na queda, pois se perde clientes com a constante alta.

Já o Comércio manteve sua constância, com um crescimento de 2,6% em relação ao mês anterior. Os números refletem nos outros índices, destaque para o acumulado no ano que apresenta um percentual de 13,7%, o mais alto entre os setores. Ness explica que o desempenho positivo é reflexo do aumento do poder de compra dos trabalhadores e do crescimento dos empregos com carteira assinada, que chegam a mais de 165 mil caxienses com trabalho formal neste ano.

O estudo para o desempenho da economia de Caxias do Sul leva em conta três indicadores, o Índice de Desempenho Industrial (IDI), o Termômetro de Vendas e o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN).

(Ouça a entrevista no "Ouvir notícia" abaixo da manchete).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais