Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
 
 

Caxias do Sul é contemplada com programa piloto que visa a redução da violência contra crianças e adolescentes no Brasil

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

A Associação Mão Amiga fará a implantação do projeto no município. Ação é resultado da mobilização entre ONU, governos Federal, Estadual e Municipal, além da Sociedade Civil.

Foto: Divulgação / Isadora Martins / Tua Rádio São Francisco

Caxias do Sul é uma das cinco cidades brasileiras que receberão o programa Vem Viver – Juntos pela Proteção da Vida do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

No município, a Associação Mão Amiga foi selecionada como a entidade responsável pela implantação do projeto que visa mobilizar gestores públicos e a sociedade civil no combate à violência contra as crianças e adolescentes brasileiros, bem como promover a garantia dos seus direitos. Assim, nesta quarta-feira (10), o prefeito Adiló Didomenico assinou o termo de adesão ao programa durante reunião que contou com a presença do presidente da Associação Mão Amiga, Frei Jaime Bettega e da coordenadora do programa em nível municipal, Loiva Menezes. A Prefeitura de Caxias do Sul e a Secretaria Estadual de Educação são parceiras da iniciativa.  

O Programa Vem Viver tem como objetivo central o combate à evasão escolar e o fortalecimento dos vínculos entre estudantes, professores, famílias e comunidades de regiões mais vulneráveis, para que ocorra um esforço conjunto que visa a redução da letalidade infanto-juvenil. Segundo dados do próprio MMFDH levantados durante os Fóruns de Proteção às Crianças e Adolescentes realizados no ano passado, a cada dia, 27 meninos e meninas entre 10 e 19 anos foram vítimas de homicídios em 2018, o que corresponde à morte de quase 10 mil jovens naquele período.  

De acordo com a coordenadora do programa, Loiva Menezes, a estratégia é trabalhar com a formação de diversos segmentos da sociedade para que possa ser criada a cultura da corresponsabilidade pela promoção do bem-estar e da qualidade de vida de crianças e adolescentes: “É a formação de professores, formação com crianças, com adolescentes e formação para as famílias, isso tanto no campo da escola como da comunidade. Todos devem se tornar responsáveis por todos. Se criar essa cultura da responsabilização pelo direito à vida, se diminui a evasão escolar e a mortalidade infantil”.

Ela também explicou que o programa mobiliza secretarias e equipamentos públicos, bem como projetos e iniciativas que já ocorrem no município. “Estão conosco Saúde, Educação, Assistência Social, Segurança Pública, a Cultura o Esporte, Organizações da Sociedade Civil, o Comdica, o Conselho Tutelar e outros parceiros nessas ações para evitar a violência contra a criança e ao adolescente”.

Em Caxias do Sul, o Programa fará a testagem da metodologia especificamente nos territórios Norte e Sul da cidade em escolas, das redes estadual e municipal e em espaços comunitários.

As escolas que recebem o Programa são:

•Escola Municipal de Ensino Fundamental Dolaimes Stédile Angeli – CAIC; - Bairro Centenário

•Escola Estadual de Ensino Médio Rachel Calliari Grazziotin - Bairro Fátima;

•Escola Estadual de Ensino Fundamental Comendador Kalil Sehbe – Bairro Pioneiro;

•Escola Estadual de Ensino Médio Professor Clauri Alves Flores – Bairro Vila Ipê;

•Escola Estadual de Ensino Fundamental e EJA Presidente Vargas;

•Escola Municipal de Ensino Fundamental Guerino Zugno - Bairro Planalto;

•Escola Estadual de Ensino Médio São Caetano - Bairro Bom Pastor;

•Escola Estadual de Educação Básica Abramo Pezzi - Bairro Rio Branco;

•Escola Estadual de Ensino Médio Evaristo de Antoni - Bairro São José;

•Escola Estadual de Ensino Médio Olga Maria Kayser - Bairro Kayser;

•Escola Estadual de Ensino Médio Melvin Jones - Bairro Planalto.

O programa Vem Viver é um projeto piloto que será implantado nas cinco cidades selecionadas (Caxias do Sul, Curitiba, Brasília, Salvador e Rio de Janeiro) e, posteriormente, poderá se tornar uma política pública Nacional. O prefeito Adiló Didomenico destacou o pioneirismo da cidade em mais uma iniciativa: “É um programa inédito e pioneiro, para se criar um embrião para depois ser implantado em nível nacional.  Seguramente vai dar muito trabalho, mas os frutos veremos ali adiante, principalmente, protegendo os nossos jovens através do diagnóstico, da pesquisa, da identificação para que nós possamos evitar a evasão escolar, a letalidade infanto-juvenil e tantos outros problemas”.   

A atividade está sendo desenvolvida em Caxias do Sul por um grupo de pesquisadores selecionados para medirem e registrarem de forma científica, os resultados das ações que irão embasar futuras políticas públicas.

O programa Vem Viver – Juntos pela Proteção da Vida, terá o lançamento oficial no dia 24 de novembro. A execução do projeto deve durar cerca de 12 meses, ou seja, será implementado durante 2022. A atividade desenvolvida é o resultado de um acordo de cooperação internacional do PNUD e a implantação é monitorada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, pela Secretaria Nacional da Criança e do Adolescente e pela Agência Atuação Global. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais