Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Condições climáticas provocam sintomas de déficit hídrico nas lavouras de soja do RS

por Taliane Radaelli

Além da preocupação em relação ao clima, o preço em queda também deixa os sojicultores do Rio Grande do Sul em alerta

Foto: Divulgação

As últimas semanas foram de altas temperaturas em todo o território gaúcho. Em diversas regiões, houve variabilidade no volume de chuvas, que foram insuficientes na maioria das áreas, provocando sintomas de déficit hídrico nas lavouras de soja.

De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira, 15/02, as etapas de florescimento e de enchimento de grãos exigem chuvas para o bom desenvolvimento, para o aumento do índice de fecundação das flores e para a perfeita formação dos grãos. Nas áreas irrigadas e onde os volumes de chuva foram maiores, as lavouras se desenvolvem muito bem, apresentando adequado potencial produtivo.

Além da preocupação em relação ao clima, o preço em queda também deixa os sojicultores do Rio Grande do Sul em alerta, podendo comprometer tanto a produtividade das lavouras quanto a rentabilidade da atividade. O valor médio, de acordo com o levantamento semanal de preços realizado pela Emater/RS-Ascar no Estado, reduziu 1,94% quando comparado à semana anterior, passando de R$ 113,91 para R$ 111,70 a saca de 60 quilos.

Quanto ao manejo fitossanitário, segue intensa a atividade de aplicação de fungicidas, principalmente para a prevenção e controle da ferrugem-asiática. Os produtores estão preferindo aplicações de defensivos agrícolas no período da noite devido às condições meteorológicas de dias extremamente quentes e abafados nas manhãs e tardes.

Nos próximos sete dias, as temperaturas estarão mais amenas no RS. Na sexta-feira e sábado,16 e 17/02, o ingresso de ar mais quente úmido favorecerá o aumento da nebulosidade e da temperatura, o que deverá provocar pancadas de chuva, típicas de verão, na maior parte das áreas do Estado. No domingo,18/02, o tempo firme predominará na maioria das regiões, e somente nos setores Norte e Nordeste deverão ocorrer chuvas isoladas. Entre a segunda,19/02, e quarta-feira,21/02, o predomínio de uma massa de ar seco manterá o tempo firme e maior amplitude térmica, com valores mais baixos durante a noite e temperaturas próximas de 30 °C ao longo do dia.

Os volumes de chuva esperados deverão ser inferiores a 10 mm na Fronteira Oeste e na Campanha. No restante do Estado, os totais previstos deverão oscilar entre 15 e 35 mm.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais