Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

A Igreja Católica em muito ajuda

Miguel Debiasi

 

Na terça-feira, dia 04 de agosto, uma explosão de grande magnitude atingiu a zona portuária de Beirute, capital do Líbano, deixando mais de duas centenas de mortos e milhares de pessoas desabrigadas. Assim que a notícia varreu o mundo começaram a surgir interrogações da causa da explosão. Em razão do histórico da região e do próprio país do Líbano que vivenciou longas guerras civis, conflitos internos e com países vizinhos, não faltaram especulações de um atentado terrorista. No entanto, poucos perguntavam-se como prestar socorro ao povo de Líbano gravemente atingido pela explosão. No meio deste tormento, o Papa Francisco mais uma vez surpreende ao mundo pela sua imediata iniciativa em socorrer a nação libanês.

Karl Jaspers (1883-1969), um dos mais brilhantes pensadores alemães do século XX e de grande influência nos trabalhos de muitos filósofos como Hannah Arendt, Hans-Georg Gadamer, Jürgen Habermas, Paul Tillich, entre outros, prova que suas contribuições transcendem a ciência da filosofia e chegam à psicologia e psiquiatria. Sua obra Psicologia das Visões do Mundo (1919), foi escolhida entre os críticos e reconhecida pelo próprio autor como a filosofia moderna da existência. A obra trata de um estudo que propõe uma reflexão de questões fundamentais para a filosofia moderna: o que é o mundo, a liberdade, o fracasso, o amor, niilismo e outras mais situações da existência humana. Em resumo o pensamento Karl Jaspers pergunta pela existência de todas as coisas, das instituições, das ciências. Para o pensador alemão é preciso perguntar-se pelo sentido e a razão de tudo que envolve a existência humana. Nesta necessidade, os cristãos precisam perguntar-se pela existência da Igreja e do seu sentido para o mundo e para civilização.

O Vatican News é o portal de notícia oficial multilíngue do Vaticano, no dia 09 de agosto divulgou que o Papa Francisco fez uma doação para socorrer o povo do Líbano. Segundo a notícia o Santo Padre através do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral enviou uma primeira ajuda de 250.000 euros em apoio às necessidades ao povo libanês. A doação pretende ser um sinal da preocupação do papa com a população afetada pela explosão no porto de Beirute. Igualmente, significa da paterna proximidade do Papa com aqueles que estão sofrendo e se encontram em total dificuldades humanas e materiais.

O Vatican News informou que ajuda foi enviada através da Nunciatura Apostólica em Beirute e que será usada para auxiliar as pessoas afetadas pela terrível explosão, que causou várias mortes e milhares de feridos e desalojados, destruindo ao mesmo tempo edifícios, igrejas, mosteiros, instalações civis e de saúde. Dessa forma, diante das necessidades urgentes, uma imediata resposta de socorro foi dada pela Igreja Católica e de suas estruturas, através de centros de acolhimento para pessoas deslocadas, junto com a ação da Cáritas Líbano, Cáritas Internationalis e várias Cáritas irmãs. Segundo informa Vatican News, o Papa Francisco além da doação de 250 mil euros já estaria conversando com os principais líderes da Igreja do Líbano para propor outras iniciativas e campanhas para ajudar ao povo libanês.

Ao longo da história da era cristã a Igreja Católica é a instituição e a comunidade internacional que mais tem ajudado a humanidade atingida pelos fenômenos naturais e nas catástrofes causadas por erros técnicos e humanos, através de recursos econômicos, materiais e humanos. Em todos os acontecimentos e episódios que clamam por solidariedade e que merece imediato comprometimento mundial, a Igreja Católica tem-se mostrado edificante a tomar logo iniciativas. Sem dúvida alguma, nos sinais de ruínas materiais deixadas por tantas tragédias, está também as ruínas humanas à espera da restauração, algo que acontece mediante a solidariedade e o amor. A doação do Papa Francisco mostra que se não houver um imediato socorro com aqueles que estão em ruínas humanas o mundo dificilmente terá paz, será mais solidário e justo para todos os povos. Assim, a Igreja Católica indica que está em ‘saída’ ao encontro dos mais necessitados em cada momento histórico, como orienta o pontífice Francisco.

 

Sobre o autor

Miguel Debiasi

Frei capuchinho. Atualmente é pároco da Paróquia Cristo Rei, de Marau, RS, e Conselheiro do Governo Provincial, eleito no dia 04 de setembro de 2014. Mestre em Filosofia e Teologia.Autor do livro Teologia da Tolerância – um novo modus vivendi cristã, publicado em 2015, pela ESTEF, Escola de Espiritualidade e Teologia Franciscana. Também escreve artigos e crônicas.

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais