Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Polícia Civil efetua prisão de quadrilha especializada em furto de caminhões no RS

por Rudimar Galvan
Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (07) a Polícia Civil efetuou a prisão de uma quadrilha especializada em praticar furtos de caminhões em todo Estado do RS, em Operação Conjunta entre DRACO de São Leopoldo, DRACO Lajeado, Delegacia de Encantado, Delegacia de Serafina Correa e Delegacia de Guaporé.

Na ação policial foram presos uma mulher de 29 anos e seu companheiro, também com 29 anos. Eles já possuíam antecedentes policiais por crimes de furto qualificado, roubo, receptação, porte de arma de fogo. Foi ainda preso um homem em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, o qual era primo de um dos investigados.

As investigações que levaram a prisão dos envolvidos foram desenvolvidas pela Delegacia de Polícia de Serafina Correa, Lajeado e pelas DRACO’s de São Leopoldo e Lajeado. O cumprimento dos mandados contou com o apoio da Delegacia de Polícia de Encantado.

Recentemente, a quadrilha praticou furtos em Lajeado, Encantado, Serafina Correa e Venâncio Aires. O modo de atuação do bando era sempre o mesmo. Todas as empresas vítimas trabalhavam no ramo da construção civil e de estruturas. Os criminosos efetuavam um reconhecimento do local do furto previamente, escolhiam os veículos que possuíam equipamento guindaste (Munk) e, utilizando chave micha, arrombavam e subtraiam os veículos.

Ainda, apurou-se que os criminosos usavam roupas características de motoristas do ramo, ou seja, com faixas refletivas. Agiam sempre entre 3 ou 4 pessoas. As investigações apuraram também que os veículos utilizados para reconhecimento e transporte dos criminosos no dia do crime eram locados em nome da mulher, a qual possui uma empresa do ramo de transporte e guincho com seu companheiro, os quais foram alvo da presente ação.

Tal empresa estava sediada em São Leopoldo e no crime cometido em Encantado, após abandonarem o caminhão os criminosos utilizaram o próprio caminhão da empresa de fachada para transportar o veículo locado que transportou os criminosos, a fim de não levantarem suspeitas. Em pelo menos duas oportunidades, logo após os furtos, os criminosos efetuavam contato com as vítimas e exigiam resgate pelo veículo subtraído.

Os presos responderão pelos crimes de furto qualificado pelo concurso de pessoas e rompimento de obstáculo com penas de 2 a 8 anos de reclusão e organização criminosa com penas de 3 a 8 anos de reclusão e possivelmente, também pelo crime de lavagem de dinheiro, com pena de reclusão de 3 a 10 anos. Os veículos ou equipamentos de guincho retirados do caminhão eram vendidos no estado de Santa Catarina.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais